Na primeira semana, foram feitas quase 450 mil simulações de pensões

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 17 Maio 2018

A maioria são simulações automáticas, mas também foram feitas cerca de 78 mil simulações à medida. Ferramenta está disponível desde 9 de maio.

Na primeira semana de funcionamento, a nova ferramenta da Segurança Social para estimar a idade de reforma e o valor da pensão futura registou 448.808 simulações.

De acordo com dados do Ministério do Trabalho, em causa estão 370.816 simulações automáticas e quase 78 mil simulações à medida. Os dados não dizem respeito ao número de utilizadores mas sim de simulações: uma pessoa pode fazer várias.

A simulação automática, disponível para a pensão de velhice, permite estimar a idade de reforma e o valor bruto a receber, tendo por base as remunerações do trabalhador registadas na Segurança Social. E é possível selecionar outra data, para perceber o impacto da decisão.

Há ainda a possibilidade de fazer simulações à medida, que abrangem pensões de velhice e invalidez, e que permitem alterar um conjunto de pressupostos assumidos na simulação automática. Os dados do Ministério do Trabalho, apurados entre as 00h01 de 9 de maio e de 16 de maio, apontam para 77.992 simulações à medida.

Já no período entre 8 e 14 de maio, o sistema registou 45.276 novas adesões e pedidos de segunda via à Segurança Social Direta — é através desta canal que os trabalhadores podem aceder ao simulador de pensões.

Comentários ({{ total }})

Na primeira semana, foram feitas quase 450 mil simulações de pensões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião