Receitas da Altice estagnadas. Meo fatura menos em Portugal

Apesar de ganhar quota de mercado pelo segundo trimestre consecutivo, em Portugal a Altice registou uma quebra nas receitas. Caíram 4,5%.

A Altice Portugal registou uma quebra das receitas nos primeiros três meses do ano. Apesar do comportamento negativo da Meo, no global as receitas ficaram ao mesmo nível do ano passado, uma evolução que traduz os esforços de reestruturação do grupo liderada por Patrick Drahi que passam, entre outros, pela separação do negócio nos EUA.

A Meo “voltou a ganhar quota de mercado pelo segundo trimestre consecutivo, capturando cerca de 65% das adições líquidas, quando comparado com os dois principais concorrentes”, diz a empresa. “Este indicador revela uma tendência de crescimento, que permitirá inverter a variação de -4,5% de receitas (excluindo efeitos extraordinários) verificada no período”, acrescenta. As receitas em Portugal encolheram para cerca de 500 milhões de euros.

"No primeiro trimestre, a Altice Europa começou a apresentar os resultados do plano de reestruturação.”

Patrick Drahi

Presidente da Altice

Enquanto em Portugal as receitas caíram, no global, ficaram inalteradas. “As receitas da Altice Europa ficaram estáveis” nos 1.259 milhões de euros, enquanto o EBITDA ajustado encolheu 0,5%, revela a empresa. No caso de Portugal, os resultados operacionais encolheram em 10,6% excluindo efeitos extraordinários, recuando 14,6% em termos comparáveis, para 219 milhões de euros, com as margens a recuarem.

A Altice está em processo de reestruturação, procurando reduzir o elevado endividamento que ascende a mais de 50 mil milhões de euros após uma série de aquisições — a empresa está ainda a comprar a Media Capital em Portugal. “No primeiro trimestre, a Altice Europa começou a apresentar os resultados do plano de reestruturação”, diz Patrick Drahi, notando o crescimento do número de subscritores.

“Estou confiante de que estes primeiros sinais de melhoria vão reforçar-se nos próximos trimestres”, acrescenta o presidente do grupo, rematando que a Altice Europa tem “enormes oportunidades”. “Temos uma base de ativos única”, salienta. Confia que tal irá permitir continuar a ganhar quota de mercado e, consequentemente, permitir o regresso ao crescimento.

Drahi lembra que a empresa “fez mais progressos na execução do programa de venda de ativos não core, que está bem avançado e irá permitir fortalecer o nosso balanço”. No âmbito deste processo, a Altice prepara-se para separar o negócio dos EUA, colocando esta unidade em bolsa. A cisão será efetivada em junho.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Receitas da Altice estagnadas. Meo fatura menos em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião