Venda das torres da Altice está “bem avançada”. Vai render 2.000 milhões de euros

  • Lusa
  • 17 Maio 2018

O processo de venda de torres de telecomunicações da Altice em Portugal e França está "bem avançado", afirmou um administrador da empresa esta quinta-feira. Dona da Meo espera arrecadar 2.000 milhões.

O administrador financeiro da Altice, Dennis Okhuijsen, afirmou esta quinta-feira que o processo de venda das torres de telecomunicações em Portugal e França, bem como o negócio na República Domincana, está “bem avançado”.

Dennis Okhuijsen, que falava na conferência de telefónica com os analistas sobre a atividade da dona da Altice Portugal durante o primeiro trimestre deste ano, adiantou que o programa de alienação de ativos não estratégicos, que inclui a venda de torres de telecomunicações em Portugal, França e o negócio na República Dominicana estão “bem avançados” e nas “etapas finais”. Com esta alienação, o administrador financeiro disse esperar cerca de “2.000 milhões” de euros.

O grupo Altice vai vender 13.000 torres de comunicações em França e em Portugal, das quais 3.000 no mercado português. No início deste mês, o patrão da Altice, Patrick Drahi, afirmou, em Lisboa, que existiam interessados “de todos os sítios do mundo” nas torres em Portugal.

“As receitas totais da Altice Portugal caíram 4,5% em termos homólogos no primeiro trimestre de 2018 excluindo medidas extraordinárias ou 6,5% numa base comparável para 507 milhões de euros”, anunciou a empresa, esta quinta-feira, em comunicado. Esta descida, segundo uma nota divulgada em Portugal, “resulta da perda de quotas de mercado verificadas no passado. Com o crescimento agora reportado na quota de mercado, a empresa tem a ambição de recuperar receita nos trimestres seguintes”.

Nos primeiros três meses de 2018, a Meo ganhou quota de mercado, “pelo segundo trimestre consecutivo, capturando cerca de 65% das adições líquidas, quando comparado com os dois principais concorrentes”, o que, diz a operadora, “revela uma tendência de crescimento, que permitirá inverter” a queda das receitas verificada no período em análise. A Meo conquistou 49.000 novos clientes de fibra.

“Seguros de que a forte performance comercial é sólida e sustentável, a Altice Portugal mantém absolutamente inalterado o seu plano de investimentos: independentemente da variação de receitas reportada, a empresa investiu, no 1T [primeiro trimestre] de 2018, 105 milhões de euros, o mesmo valor investido no período homólogo”, lê-se no comunicado. O Capex (investimento) de 105 milhões de euros no primeiro trimestre ficou ligeiramente abaixo dos 108 milhões de euros de igual período de 2017. O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado caiu 10,6% excluindo medidas extraordinárias ou 14,6% numa base comparável para 219,2 milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Venda das torres da Altice está “bem avançada”. Vai render 2.000 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião