Teixeira Duarte vende Lagoas Park a fundo europeu de private equity

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 26 Maio 2018

Venda terá um impacto de 25 milhões de euros nos resultados do Grupo, indica a Teixeira Duarte em comunicado.

A Teixeira Duarte celebrou esta sexta-feira um acordo para alienar o Lagoas Park, por um valor que terá um impacto de 25 milhões de euros nos resultados do Grupo. A informação consta de um comunicado divulgado na CMVM.Facebook Lagoas Park

Em causa está um contrato para alienação da totalidade do capital social da sociedade Lagoas Park a uma subsidiária do fundo europeu de private equity Kildare, indica o documento. O valor final ainda não está apurado, diz a empresa, mas terá um impacto nos resultados do grupo de “cerca de 25 milhões de euros”.

A sociedade Lagoas Park “é proprietária de 13 edifícios de escritórios com cerca de 85.000 m² de espaços verdes, lagos e cascatas e mais de 5.000 lugares de estacionamento, 12 restaurantes, um hotel de 4 estrelas, um centro de congressos, um health club, parque de estacionamento público, um colégio e uma galeria comercial com serviços diversos”, explica ainda o comunicado. O empreendimento imobiliário situa-se em Porto Salvo, Oeiras.

Esta manhã, será precisamente o Centro de Congressos do Lagoas Park o palco da assembleia geral de acionistas da Teixeira Duarte.

A empresa já tinha fechado um acordo, em abril, com o BCP, a CGD e o Novo Banco, que previa “uma redução significativa do passivo bancário alinhada com um programa de alienação de ativos no valor de cerca de 500 milhões de euros”. Entre os ativos envolvidos constava o Lagoas Park, bem como a participação de 7,5% na Lusoponte.

(Notícia atualizada às 10h31 com mais informação)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Teixeira Duarte vende Lagoas Park a fundo europeu de private equity

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião