Jaime Marta Soares considera substituição dos membros da mesa da AG “absurda e ilegal”

O presidente da mesa da Assembleia Geral do Sporting diz que esta decisão é "mais uma tentativa de Bruno de Carvalho se prolongar no poder".

Depois de o Conselho Diretivo do Sporting ter anunciado a decisão de substituir a mesa da Assembleia Geral e respetivo presidente por uma comissão transitória, Jaime Marta Soares classifica esta atitude como “absurda”, “ilegal” e sem “qualquer sustentabilidade estatutária”. O presidente da AG disse ainda não ter sido notificado mas que, em todo o caso, Bruno de Carvalho não tem competência para tal.

“Esta atitude é tão absurda que nem merecia qualquer comentário. Contudo, quero dizer que não tem qualquer sustentabilidade estatutária, é uma atitude ilegal e não produz nenhum efeito nem há nenhuma notificação. Não fui notificado mas, mesmo que tivesse sido, o presidente do conselho diretivo não tem competência para me notificar”, afirmou Jaime Marta Soares esta sexta-feira, em declarações à RTP 3.

Referindo-se ainda a Bruno de Carvalho, acrescentou que “esta situação é mais uma tentativa de se prolongar no poder, não tendo meios para atingir um fim. Isto é um assalto ao poder que cai por terra porque não tem nenhuma sustentação estatutária e não há nada na lei que defina essa competência”.

Isto é tão faits divers do senhor presidente Bruno de Carvalho que, neste momento, já não está com os cuidados que deveria ter naquilo que faz em relação à administração do Sporting Clube de Portugal (SCP). Por isso, o que está a fazer é um grande mal a esta nação sportinguista de desrespeitar os sócios que querem uma assembleia geral para o próximo dia 21“, continuou o Presidente da AG.

Desta forma, perante esta decisão, Jaime Marta Soares revelou que a mesa da AG se vai pronunciar através de um comunicado ou de uma conferência de imprensa, onde “será esclarecido tudo o que se está a passar”. “Vamos analisar tudo juridicamente e depois comunicaremos aquilo que iremos fazer, e o que dissermos faremos mesmo”, continuou.

Rui Patrício rescinde contrato com o Sporting

Esta sexta-feira, o Record adiantou que o guarda-redes leonino tentou rescindir o contrato com o clube, depois de ter estado perto de assinar pelo Wolverhampton. Contudo, terá sido impedido por Bruno de Carvalho que, à última hora impediu a assinatura final. Neste sentido, Rui Patrício decidiu rescindir o contrato unilateralmente, alegando justa causa, segundo o jornal.

Relativamente a esta notícia, Jaime Marta Soares disse, em declarações à RTP 3, ser “um problema da SAD”. “Esta situação só por si é grave em todos os aspetos, até porque se trata de uma das grandes referências do SCP. Um jovem que nasceu, cresceu e viveu toda a sua vida em volta da camisola do SCP e desse emblema que defendeu com tanto orgulho e com tanta honra, e é merecedor do respeito de todos os sportinguistas”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Jaime Marta Soares considera substituição dos membros da mesa da AG “absurda e ilegal”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião