Wall Street avança. Nasdaq atinge novo recorde

O Nasdaq encerrou num novo máximo de sempre num dia muito positivo para o setor tecnológico. Apple, Amazon e Twitter brilharam em bolsa.

As ações norte-americanas registaram mais uma sessão positiva, com o Nasdaq a destacar-se com um novo máximo histórico, em mais um dia de ganhos para as tecnológicas.

O S&P 500 valorizou uns ligeiros 0,07%, para os 2.748,8 pontos, enquanto o Dow Jones destoou ao sofrer uma quebra também muito ligeira. O índice industrial recuou 0,06%, para os 24.799,89 pontos. Mas coube ao Nasdaq ser a estrela do dia, com o índice tecnológico a encerrar a sessão num novo valor recorde. Fechou a somar 0,41%, para os 7.637,93 pontos, num dia marcado pela subida da Amazon e da Apple.

As ações da Amazon subiram perto de 2%, ficando no topo dos ganhos do S&P 500, enquanto as da Apple valorizaram quase 1%, sendo a principal responsável pela subida do Nasdaq. A Apple atingiu um valor de mercado de 442,9 mil milhões de euros, depois de na segunda-feira ter apresentado o seu novo sistema iOS 12.

Também o Twitter se destacou pela positiva, no dia em que se estreou no S&P 500. As suas ações somaram em torno de 5%.

O rumo positivo de Wall Street só não foi mais acentuado perante os receios que persistem em torno da “guerra comercial”.Em específico, a possível negociação separada de acordos comerciais com o Canadá e México, no sentido de chegar a um acordo individual com os dois países, revelou o conselheiro económico norte-americano Larry Kudlow.

“Temos tido alguns dias fortes no seguimento dos dados do emprego, onde o mercado se focou nos fundamentais económicos mais do que nas forças negativas tal como as tarifas e o comércio. Hoje é uma pequena pausa”, afirmou Liz Ann Sonders, diretora de investimentos da Charles Schwab Corp, citada pela Reuters.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Wall Street avança. Nasdaq atinge novo recorde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião