FMI diz que negociações para empréstimo à Argentina estão avançadas

  • Lusa
  • 7 Junho 2018

"As conversações estão a correr bem e estão avançadas", declarou Gerry Rice, acrescentado que espera "que a direção do FMI se reúna em breve"

As negociações entre a Argentina e o Fundo Monetário Internacional (FMI) tendo em vista um programa de assistência financeira ao país estão avançadas, indicou esta quinta-feira o porta-voz da instituição, Gerry Rice.

As conversações estão a correr bem e estão avançadas“, declarou Gerry Rice em conferência de imprensa. “Fizemos muitos progressos e espero que a direção (do FMI) se reúna em breve” para um acordo, acrescentou.

O porta-voz do FMI disse não estar em condições de divulgar o montante do empréstimo ou qualquer prazo, mas disse ter esperança num reforço da economia argentina após chegar a acordo com a instituição.

No passado dia 8 de maio, numa mensagem em vídeo publicada no Facebook, Mauricio Macri confirmou que a Argentina estava, mais uma vez, a pedir ajuda financeira ao FMI: “Falei com Christine Lagarde, diretora da instituição, e ela confirmou que vamos começar a trabalhar num acordo hoje”, sublinhou o presidente, referindo que com esta decisão pretende prevenir “uma grande crise económica”.

Na base deste pedido estão as dificuldades que o país atravessa, nomeadamente a desvalorização da moeda e um défice orçamental elevado. De acordo com o político, a “linha de apoio financeiro” em causa irá permitir à Argentina apostar no seu “crescimento e desenvolvimento”.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

FMI diz que negociações para empréstimo à Argentina estão avançadas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião