Hoje nas notícias: Lisnave, TI e Fisco

  • ECO
  • 11 Junho 2018

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

São 630 mil metros quadrados na margem sul do Tejo, que vão ser colocados à venda no primeiro trimestre do ano. Os terrenos da antiga Lisnave poderão dar uma boa ajuda para abater o défice. Já no âmbito do emprego, a escassez de mão-de-obra na área das Tecnologias de Informação está a gerar pressão salarial. Veja as notícias que marcam o dia.

Terrenos da antiga Lisnave vão ser colocados à venda no início de 2019

Os 630 mil metros quadrados de terreno onde funcionaram os estaleiros da Lisnave, em Almada, vão ser colocados à venda no primeiro trimestre de 2019. A informação foi dada pelo presidente da Parpública, Miguel Cruz, que indica ainda que, neste momento, decorre a fase “de avaliação dos terrenos e elaboração do caderno de encargos, que deve estar concluída até ao final do ano”. Veja a entrevista no Público [acesso condicionado].

Alunos de TI com emprego garantido e salário de mil euros

As tecnologias de informação estão no auge e as faculdades portuguesas não respondem à procura. E já há empresas estrangeiras a contratar em Portugal profissionais mais qualificados. De acordo com Victor Pessanha, da Hays, “a escassez de mão-de-obra está a gerar uma grande pressão salarial”. E “mil euros é praticamente o salário mínimo a pagar na área”, acrescenta Paulo Ayres, da Spring Professional Portugal. Leia mais no Diário de Notícias.

Fisco não dá dados de proprietários para pedidos de limpeza de matas

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) entende que não pode permitir o acesso aos dados das matrizes prediais por parte de quem não seja proprietário, na ausência de um “interesse direto, pessoal e legítimo”. Portanto, um proprietário que queira saber quem são os donos dos imóveis vizinhos não poderá contar com essa informação que pode ser indispensável para apresentar uma proposta de compra ou para alertar para a eventual falta de limpeza. Veja a notícia no Jornal de Negócios.

Franceses da Vinci nomeiam novo CEO para a ANA

Thierry Ligonnière vai substituir Carlos Lacerda como CEO da ANA – Aeroportos de Portugal. Ligonnière, até agora chief operating officer da concessionária dos aeroportos nacionais, é uma “solução natural” para José Luís Arnaut, presidente não executivo da ANA. Lacerda regressa à SAP, onde vai ocupar o cargo de vice-presidente. Leia a notícia no Jornal de Negócios.

A loucura dos preços das casas em cada bairro de Lisboa

Beato, Marvila, Campolide e Benfica são os únicos bairros onde o risco de bolha imobiliária não entrou. As casas no centro de Lisboa valem hoje várias vezes o seu peso em ouro, uma tendência para manter, mas há um lado negro: gente sem casa, ocupação de imóveis vazios e despejos. A notícia é do jornal i, que fala sobre a loucura dos preços das casas em cada bairro. Veja mais no i.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: Lisnave, TI e Fisco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião