T-Roc continua a puxar pela produção automóvel em maio.

  • Juliana Nogueira Santos
  • 12 Junho 2018

A ACAP dá conta da produção de 28.707 veículos, mais 64,7% que em maio de 2017, um avanço diretamente ligado com a produção do modelo T-Roc da Volkswagen.

A produção automóvel continua a avançar a um ritmo elevado. Em maio deste ano foram produzidos mais de 28 mil veículos em Portugal, com a produção de veículos ligeiros a destacar-se em relação aos pesados, aponta a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Em comunicado, a ACAP dá conta da produção de 28.707 veículos, mais 64,7% que em maio de 2017. Olhando para o período de janeiro a maio, registou-se um crescimento de 86,2%, correspondendo a 126.578 unidades. Estes avanços estão diretamente ligados com a produção do modelo T-Roc da Volkswagen, como já tinha confirmado ao ECO o secretário-geral da ACAP, Hélder Pedro. Neste mês em particular, o SUV compacto representou 57% do total da produção nacional.

Destaca-se o crescimento dos ligeiros de passageiros que, com mais de 23 mil unidades produzidas, foi de 88,7% face ao período homólogo. Já relativamente aos comerciais de passageiros, foram produzidos mais 15,7% (5.037 unidades). A registar uma quebra na produção estiveram os veículos pesados, que no quinto mês do ano deslizaram menos 41,7% menos unidades, ou seja, 451 veículos.

A “informação estatística relativa aos cinco primeiros meses de 2018 confirma a importância que as exportações representam para o setor automóvel já que 96,8 por cento dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo, o que, sublinhe-se, contribui de forma significativa para a balança comercial portuguesa”, lê-se ainda no comunicado.

A União Europeia continua a ser o principal destino das exportações de veículos, sendo que 91,4% da produção é canalizada para os países-membros. Destaca-se a Alemanha, com 20,7%, França, com 14,2%, e Espanha, com 12,1%. O segundo maior mercado é o asiático, com a China a receber 2,7% dos veículos produzidos em Portugal.

(Notícia atualizada às 18h17 com a percentagem de T-Roc produzidos)

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

T-Roc continua a puxar pela produção automóvel em maio.

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião