Tesouro quer até 1.250 milhões em dívida de curto prazo

O IGCP regressa ao mercado na próxima semana para realizar dois leilões de bilhetes do Tesouro a três e onze meses. O objetivo é financiar-se entre mil e 1.250 milhões de euros.

Portugal regressa aos mercados na próxima semana, tendo como objetivo angariar até 1.250 milhões de euros em financiamento de curto prazo. Mais em concreto com maturidade a três e onze meses.

“O IGCP vai realizar no próximo dia 20 de junho pelas 10:30 horas dois leilões das linhas de BT com maturidades em 21 de setembro de 2018 e 17 de maio de 2019, com um montante indicativo global entre EUR 1000 milhões e EUR 1250 milhões”, indicou esta sexta-feira a entidade liderada por Cristina Casalinho.

Este duplo leilão acontece na próxima quarta-feira, precisamente uma semana depois de o Tesouro ter ido ao mercado colocar dívida, mas de longo prazo. Tratou-se também de um duplo leilão de Obrigações do Tesouro a cinco e dez anos, onde o IGCP conseguiu angariar mil milhões de euros de financiamento, mas a um custo mais elevado face à emissão anterior comparável.

De salientar que os juros da dívida soberana portuguesa têm aliviado nas últimas sessões, mas depois de terem disparado em resultado do crescendo da tensão política na Europa. Designadamente a mudança de Governo em Espanha, mas sobretudo o novo executivo de Itália.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Tesouro quer até 1.250 milhões em dívida de curto prazo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião