Governo escolhe Orçamento comunitário e Portugal 2030 para debate quinzenal

  • Lusa
  • 19 Junho 2018

António Costa escolheu para abrir o debate quinzenal discutir o orçamento comunitário e o plano de investimentos Portugal 2030. Vai também debruçar-se sobre temas europeus.

O primeiro-ministro escolheu esta terça-feira temas europeus e vai discutir o próximo orçamento comunitário e o plano de investimentos Portugal 2030 no debate quinzenal no Parlamento, na quarta-feira, disse à Lusa fonte governamental.

António Costa vai abrir, na Assembleia da República, o debate quinzenal com os deputados, seguido de um segundo debate, preparatório do próximo Conselho Europeu.

De acordo com a informação prestada aos grupos parlamentares, o tema escolhido pelo Executivo é “Quadro Financeiro Plurianual e Plano Nacional de Investimentos – Portugal 2030”. Após a intervenção de Costa, segue-se uma ronda de perguntas dos partidos – PSD, BE, CDS-PP, PCP, Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) e PS.

Em 2 de maio, a Comissão Europeia propôs um orçamento plurianual para a União Europeia para o período 2021-2027 de 1,279 biliões de euros, equivalente a 1,11% do rendimento nacional bruto da UE a 27 (já sem o Reino Unido), que prevê cortes que podem atingir os 7% na Política de Coesão e os 5% na Política Agrícola Comum.

Num debate quinzenal, ainda em maio, António Costa manifestou-se “insatisfeito” com a evolução das propostas de Bruxelas para o próximo quadro plurianual, classificando mesmo como “particularmente gravoso” para o orçamento nacional o ponto referente aos níveis de cofinanciamento por Estado-membro.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Governo escolhe Orçamento comunitário e Portugal 2030 para debate quinzenal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião