Kronos Homes: A imobiliária espanhola que quer “comprar terra e construir casas para os portugueses”

Fundada em Espanha há três anos, a Kronos chega agora a Portugal com o objetivo de comprar terrenos em Lisboa, Porto e Algarve. Para depois construir.

O mercado imobiliário nacional tem conquistado cada vez mais investidores, mas também imobiliárias. É o caso da Kronos Homes, a marca de promoção imobiliária residencial da Kronos, que dá os primeiros passos em Portugal com um objetivo bem definido: construir de raiz. Focada no design e na arquitetura dos imóveis, a marca já investiu 200 milhões de euros em ativos portugueses, estando previstos mais 100 milhões até ao final do ano.

“O nosso objetivo é explorar, escolher e tratar de todos os detalhes que envolvam a arquitetura e o design”, começa por dizer Rui Meneses Ferreira, responsável da Kronos Homes em Portugal, na apresentação da empresa aos jornalistas. “A ideia é fazer casas para os portugueses, com preços acessíveis, sem esquecer que estamos em Lisboa, obviamente“.

"A ideia é fazer casas para os portugueses, com preços acessíveis, sem esquecer que estamos em Lisboa, obviamente.”

Rui Meneses Ferreira

Kronos Homes

Claramente aquilo em que pensamos é na construção nova. A nossa ideia é comprar terra, principalmente em Lisboa, no Porto e na zona do Algarve“, continuou. Embora reconheça que, principalmente na capital, é difícil encontrar terreno para pôr em prática esse objetivo, Saïd Hejal, fundador e sócio gerente da Kronos Homes, diz que “não é impossível” e que, naturalmente, a área de atuação não serão os centros históricos. Relativamente aos preços, a estimava é que arranquem nos 250 mil euros, numa fase inicial, com uma média de 400/450 mil euros.

Imóvel em Cordoba, Espanha

Para os responsáveis da Kronos, há dois fatores que destacam a marca: a arquitetura e o design. “Despendemos entre seis a nove meses em cada projeto para melhorar estes dois fatores”, explicou Saïd Hejal. Para isso, a promotora trabalha em parceria com vários arquitetos e designers locais — tal como em Espanha, com nomes como Joaquín Torres ou Rafael de La-Hoz –, tendo já pronta a equipa para operar em Portugal, constituída na totalidade por portugueses.

200 milhões de euros já foram investidos

Desde novembro do ano passado, a Kronos já investiu 200 milhões de euros em três ativos imobiliários em território nacional, todos localizados no Algarve. O primeiro projeto será o Palmares´Resort, um empreendimento turístico premium, enquadrado na área da segunda habitação. Para além desse, há mais dois imóveis na carteira desta imobiliária espanhola: o Belmar Resort e o Amendoeira Resort. Até ao final do ano estão ainda previstos mais 100 milhões de euros de investimento.

Quanto a estes três empreendimentos, apesar de já estarem construídos, a ideia passa por, em breve, serem acrescentados mais blocos de apartamentos. Para o Palmares o objetivo são 400 unidades, para o Belmar, que contém 180 habitações, e para o Amendoeira, que contém 270, a ideia é expandir. “Queremos transformar estes empreendimentos e, nas futuras fases de construção, vamos organizar um concurso de ideias públicas com arquitetos e designers locais“, afirmou o fundador.

Rui Meneses Ferreira conclui o encontro com uma perspetiva para o futuro: “Não queremos ser líderes de mercado. Mas queremos ser uma referência para os portugueses e gostaríamos que se lembrassem de nós quando quisessem construir uma casa a pensar no design e na sustentabilidade”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Kronos Homes: A imobiliária espanhola que quer “comprar terra e construir casas para os portugueses”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião