Treinador e equipa resgatados da gruta na Tailândia. Estão todos a salvo

  • ECO e Lusa
  • 10 Julho 2018

Um grupo de 12 jovens, com idades entre os 11 e os 16 anos, e o seu treinador de futebol estivera encurralados numa gruta durante mais de duas semanas. Entretanto, todos foram resgatados.

Depois de terem sido resgatadas mais quatro crianças esta segunda-feira, os trabalhos foram retomados esta terça-feira, tendo culminado no resgate de todos os que estavam na gruta. A operação de resgate do grupo de 12 rapazes que ficaram encurralados numa gruta inundada na Tailândia, juntamente com o seu treinador de futebol, foi iniciada este domingo.

A operação de retirada de 12 jovens, com idades entre os 11 e os 16 anos, e do seu treinador de futebol, de 25 anos, presos numa gruta inundada no norte da Tailândia há duas semanas, começou este domingo. Os rapazes e o seu treinador foram explorar a gruta depois de um jogo de futebol, no passado dia 23 de junho.

As inundações resultantes das monções bloquearam-lhes a saída e impediram que as equipas de resgate os encontrassem durante nove dias, já que a única maneira de chegar até ao local onde se encontram era mergulhando através de túneis escuros e estreitos, cheios de água turva e correntes fortes.

Nos últimos dias, as autoridades estudaram a melhor forma para resgatar o grupo. Estiveram envolvidos na operação de resgate 90 mergulhadores, entre 50 estrangeiros e 40 tailandeses.

(Notícia atualizada às 12h57)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Treinador e equipa resgatados da gruta na Tailândia. Estão todos a salvo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião