Nos brilha com resultados. Ganhos do BCP puxam por Lisboa

  • Rita Atalaia
  • 23 Julho 2018

O banco liderado por Nuno Amado subiu mais de 2%, puxando pela praça portuguesa. Mas foi a Nos que mais brilhou, depois de ter apresentado bons resultados para o trimestre. Valorizou mais de 4%.

Lisboa não se deixou contagiar pelas quedas na Europa, no arranque desta semana. A praça portuguesa contrariou a tendência negativa nas bolsas do Velho Continente, à boleia dos ganhos expressivos do BCP e dos CTT. Mas foi a Nos que mais brilhou, com a cotada a subir 4% depois de ter apresentado bons resultados para o trimestre.

O índice de referência nacional, o PSI-20, encerrou em alta de 0,58% para 5.638,17 pontos, num dia de perdas no resto da Europa. O Stoxx 600 recuou 0,22% para 384,77 pontos, pressionado pelas ações do setor automóvel. As bolsas voltaram a serem agitadas pela possibilidade de Donald Trump vir a impor tarifas às fabricantes de automóveis, na Europa. Algo que o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, vai tentar impedir esta semana, quando viajar até à Casa Branca.

PSI-20 escapa às perdas na Europa

Por cá, o BCP manteve a praça lisboeta longe das perdas na Europa. O banco liderado por Nuno Amado avançou 2,54% para 27,08 cêntimos, “num contexto de uma valorização generalizada das ações bancárias europeias” referem os analistas do BPI, no Diário de Bolsa. Também os CTT contribuíram para esta valorização do índice nacional, com as ações da empresa a acelerarem 1,93% para 2,9520 euros.

Contudo, foi a Nos que mais brilhou durante a sessão. A empresa liderada por Miguel Santos Almeida valorizou 4,03% para 4,952 euros, depois de ter conseguido aumentar o número de clientes e, consequentemente, as receitas no segundo trimestre do ano. Os lucros cresceram 9,2% para quase 80 milhões de euros.

Também houve quem se destacasse fora do índice principal. Foi o caso da Martifer, que subiu 17,04% depois do batismo do primeiro navio encomendado pelo Estado à West Sea, mas também da Raize, com a cotada a recuperar das perdas da semana passada e a subir 8,18% para 2,38 euros — sendo que chegou a alcançar um máximo histórico de 2,40 euros.

Já as notícias de que o jogador Bas Dost regressou aos treinos do Sporting levou as ações da SAD verde e branca a subirem mais de 15%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nos brilha com resultados. Ganhos do BCP puxam por Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião