Poucos e mal pagos. Funcionários públicos portugueses ganham menos 46 euros por dia que os colegas europeus

O retrato do gabinete de estatística da União Europeia mostra que os funcionários públicos em Portugal ganham, em média, 1.396 euros mensais, cerca de metade do que se ganha na Europa.

Os dados foram publicados esta segunda-feira pelo Eurostat e fazem uma radiografia aos funcionários públicos na Europa. Quantos são e quanto ganham. Os números mostram que em Portugal 15% dos cidadãos empregados eram funcionários públicos, um valor que fica abaixo da média comunitária, de 16% em 2016.

Quase duas dezenas de Estados-membros têm percentagens de emprego público mais significativas que Portugal. No topo deste ranking estão os países nórdicos, com a Suécia a liderar (29%), seguida no pódio pela Dinamarca (com 28%) e pela Finlândia (com 25%).

Portugal aparece na parte inferior da tabela, — ao lado da Irlanda e da Espanha, — e atrás de nós aparecem apenas quatro países onde a percentagem de empregados a ocupar cargos na Função Pública é menor: Alemanha (10%), Luxemburgo (12%), Holanda (13%) e Itália (14%).

De acordo com os dados da Direção-Geral da Administração e do Emprego Público, Portugal tinha 674.379 funcionários públicos no final do primeiro trimestre de 2018.

Se em termos de número de funcionários púbicos aparecemos na cauda da Europa, em termos salariais o cenário é idêntico. Os números do gabinete de estatística da União Europeia mostram que em 2014 (os dados do Eurostat para os salários são mais desatualizados), o salário médio mensal de um trabalhador do Estado em Portugal era de 1.396 euros brutos, um valor bastante abaixo da média dos parceiros europeus.

Para o mesmo período, um trabalhador na União Europeia a 28 levava para casa, em média, 2.617 euros mensais, enquanto a média para os 19 países da Zona Euro é ainda mais elevada, de 2.789 euros. Isto significa que, por mês, um funcionário público em Portugal ganha menos 1.221 euros (menos 41 euros diários) do que os colegas da União e menos 1.393 euros (46 euros por dia) do que os funcionários públicos da Zona Euro.

A disparidade salarial face à média europeia não é um exclusivo dos que trabalham para o Estado. Em 2017, segundo dados da consultora de recursos humanos Adecco, citados pela revista Exame, o salário médio bruto auferido em Portugal foi de 1.017 euros, um valor que é pouco mais de metade do praticado em média na União Europeia, que foi de 2.000 euros.

Eurostat compara os salários em 18 setores da Função Pública na Europa

 

Um mineiro pode ganhar 641 euros ou 6 mil euros por mês

O quadro comparativo do Eurostat mostra uma Europa a várias velocidades no que concerne à remuneração dos trabalhadores do Estado. Por exemplo, para alguém que trabalhe no setor mineiro/extração, o salário mensal bruto pode variar entre os 641 euros que se paga na Bulgária e os 6.008 euros que os mineiros recebem na Dinamarca. Se fugirmos da União Europeia até a Noruega, encontramos salários de 8.319 euros. Neste setor Portugal paga 1.281 euros (ver vídeo).

Um trabalhador do setor dos transportes pode ganhar 4.823 euros na Dinamarca, mas na Bulgária só leva para casa 418 euros. Se trabalhasse na Noruega ou na Islândia levaria mais de 5 mil euros. Valores que compararam com os 1.350 euros pagos, em média, em Portugal.

Esta estatística do Eurostat faz a fotografia do país numa altura em que ainda vigorava parte dos cortes salariais do tempo da troika. Os funcionários públicos tiveram a sua remuneração reduzida desde 2011, com a aplicação de cortes progressivos entre os 3,5% e os 10% a salários acima dos 1.500 euros. Apenas em outubro de 2016 é que passaram a receber a remuneração sem qualquer tipo de cortes.

Os dados atuais da Direção-Geral da Administração e do Emprego Público mostram que em janeiro deste ano, a remuneração base média mensal na Função Pública em Portugal era de 1.465,7 euros, e o ganho médio mensal (que inclui os suplementos pagos regularmente) era de 1.705,8 euros brutos.

Comentários ({{ total }})

Poucos e mal pagos. Funcionários públicos portugueses ganham menos 46 euros por dia que os colegas europeus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião