Galp e BCP puxam Lisboa para perdas. Europa soma e segue

Energia, banca e telecomunicações estiveram em destaque pela negativa numa sessão em que Lisboa recuou e as bolsas europeias registaram ganhos. Ganhos da EDPR não compensaram perdas da Galp e BCP.

A bolsa de Lisboa encerrou a semana no vermelho, pressionada por quedas no setor da banca, das telecomunicações e da energia. A praça portuguesa não acompanhou a tendência positiva das congéneres europeias e norte-americanas, que estão a valorizar depois de dados animadores do emprego nos Estados Unidos e ainda resultados acima das expectativas.

Numa sessão em que o Stoxx 600 avançou 0,56% para 388,8 pontos, o PSI-20 desvalorizou 0,32% para 5.593,92 pontos. A pressionar o índice esteve, sobretudo, o BCP. O banco liderado por Miguel Maya registou perdas de 1,25% para 26,17 cêntimos, num dia em que, em contraciclo, foi o setor financeiro um dos principais responsáveis pelos ganhos registados na Europa.

No setor energético, destaque negativo para as perdas da Galp Energia. A petrolífera nacional derrapou 1,78% para 17,42 euros cada título. Já a EDP, liderada por António Mexia, recuou 0,31% para 3,53 pontos. Nota ainda para as ações da Nos. A operadora também contribuiu para as perdas, com a empresa a recuar 1,21% na sessão. Cada ação da companhia liderada por Miguel Almeida vale agora 4,91%.

A travar as perdas na bolsa de Lisboa esteve a EDP Renováveis. A subsidiária da EDP avançou 1,03% para 8,80 euros nesta sessão, tendo registado o melhor desempenho desta sexta-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp e BCP puxam Lisboa para perdas. Europa soma e segue

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião