Caso não haja acordo com as outras operadoras, Eleven Sports já tem “uma na manga”

  • ECO
  • 10 Agosto 2018

O diretor-geral está confiante nas negociações com as outras plataformas, no entanto existe um plano B, que fará com que, com ou sem acordo, "todas as pessoas no país possam assistir" aos jogos.

Depois de conseguir os direitos da Champions e La Liga, que concedeu à Nowo, a Eleven Sports espera confiante pelas negociações com as outras operadoras. Danny Menken, diretor-geral do grupo Eleven Sports, disse, em entrevista ao Jornal Económico (acesso pago), que a escolha sobre a Nowo assentou numa “questão de independência”.

“É a única operadora de televisão que não tem uma participação acionista na Sport TV (…) a única operadora independente no mercado”, explicou Danny Menken. Sobre as negociações com as outras operadoras, uma tarefa que ficou a cargo da Nowo, Menken está esperançoso de que haverá acordo, no entanto, caso não haja, a Eleven Sports já tem “uma na manga”.

“Não importa se há ou não acordo com as outras plataformas”, refere, justificando-o com base no Plano B que, em conjunto com a Nowo, elaboraram. Dia 13, próxima segunda-feira, a antiga Cabovisão vai lançar uma box de IP. “É como a Apple TV, permite, mesmo que não tenha a rede Nowo, conectar a Box com banda larga e pode assistir à oferta da Nowo TV, incluindo os canais da Eleven Sports”, explicou o diretor-geral do grupo multinacional de canais televisivos de desporto sediado no Reino Unido.

"Não importa se há ou não acordo com as outras plataformas”

Danny Menken

Em Portugal, como nos outros países em que está presente, o objetivo da Eleven Sports passa por alcançar o maior número de subscritores quanto possível. Danny Menken avança, ainda, que, nas próximas semanas, vai ser anunciada “a aquisição de direitos de transmissão televisiva de grandes competições extra-futebol”.

Sobre a rivalidade com a Sport TV, até agora o único player de conteúdos desportivos no mercado português, o diretor-geral da empresa não se pronunciou muito. Disse apenas que a Eleven Sports tem a sua própria estratégia de longo prazo e que o objetivo é, claro, tornar-se no canal de desporto número um no mercado.

O que correu mal na transmissão da Supertaça francesa no Facebook?

Questionado sobre a falha durante a transmissão, no Facebook, do jogo da Supertaça francesa, Menken salientou que o problema não estava o lado da Eleven Sports. “O que aconteceu foi que o detentor dos direitos da competição, a Ligue 1, tinha de ter informado o Facebook que a nossa página estava autorizada para transmitir o jogo. Foi-nos dito que estava tudo de acordo com as regras, mas algo correu mal”, explicou.

O diretor-geral do grupo lamentou o erro e admitiu que foi “um desastre”. “Não conseguíamos fazer nada, desde contactar com quem nos seguia ou informar sobre o que estava a acontecer”, disse.

Comentários ({{ total }})

Caso não haja acordo com as outras operadoras, Eleven Sports já tem “uma na manga”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião