Luxemburgo é o país da União Europeia onde a carne é mais cara

O Eurostat divulgou o ranking dos países onde a carne é mais cara. Em 2017, o Luxemburgo ficou no topo da lista e a Polónia no final. Portugal está mais próximo dos países onde a carne é mais barata.

O Luxemburgo é o país da União Europeia (UE) onde o preço da carne é mais elevado, é mais de 41% superior à média dos preços praticados na UE. De acordo com o Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat), depois do país líder dos preços altos, ficou a Áustria, que tem os preços da carne cerca de 39% superiores em relação aos da UE. Os dados divulgados durante a manhã desta sexta-feira são referentes ao ano de 2017.

Por outro lado, a Polónia foi o país da União Europeia que vendeu a carne a preços mais baixos, cerca de 43% inferiores à média da União Europeia. Logo a seguir, no ranking dos mais baratos, está a Bulgária, que, no ano passado, praticou preços por volta de 42% inferiores comparativamente aos praticados na UE.

Portugal, comparando com os outros países membros da União Europeia, insere-se na metade que detém os preços mais baixos no que toca à carne. Espanha, Grécia, Itália, Holanda e França são alguns dos países que praticam preços mais elevados do que o país lusitano. Pelo contrário, Lituânia, Roménia, Hungria, Eslováquia e Bulgária são alguns onde a carne tem preços mais baixos do que os estabelecidos em Portugal.

Recentemente, o Eurostat lançou uma ferramenta interativa que permite seguir o preço dos alimentos por países e tanto a nível global como específico. É possível limitar a pesquisa a certas categorias como, por exemplo, pão e cereais, carne de porco, aves, batata, fruta ou leite e óleos.

Em alguns casos, devido à diversidade de produtos dentro de uma categorias, como acontece com as frutas e hortícolas ou óleos e gorduras, a evolução dos preços pode não ser tão significativa. No entanto, em categorias mais concretas, como é o caso das carnes ou leite e batata, a evolução dos preços mostra-se mais significativa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Luxemburgo é o país da União Europeia onde a carne é mais cara

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião