Rejeitada reunião extraordinária sobre crise da ferrovia. Presidente da CP vai ao Parlamento dia 4

A reunião extraordinária da comissão permanente pedida pelo CDP-PP para debater a crise da ferrovia foi chumbada. Ainda assim, o presidente da CP vai ao Parlamento na próxima semana.

O pedido do CDS-PP para a realização de uma reunião extraordinária da comissão permanente para debater a crise da ferrovia foi rejeitado, esta segunda-feira, na Conferência de Líderes. “O PS disse que não havia urgência nesta matéria e os outros partidos que apoiam a maioria entenderam que essa questão não teria de ser discutida já esta semana. A proposta teve unicamente o apoio do PSD e portanto não teve acolhimento e não foi aprovada”, adiantou o líder parlamentar Telmo Correia, em declarações aos jornalistas transmitidas pela SIC Notícias.

De acordo com o CDS-PP, a atual situação da ferrovia está a tornar-se “insustentável” para milhares de portugueses, daí a necessidade de debater esta matéria. “Esta questão beneficiaria de ter uma reunião específica e ainda esta semana”, sublinhou o deputado, considerando por isso um “erro” o chumbo deste pedido.

“Os problemas da ferrovia nacional, mais do que serem discutidos à pressa, precisam de ser discutidos de forma aprofundada“, ripostou, por sua vez, o comunista João Oliveira. O líder parlamentar do PCP acusa o CDS-PP de querer fazer “uma discussão apressada”, porque agora “lhe pesarem às costas as responsabilidades” por terem votado contra as propostas apresentadas pelos comunistas, em junho.

O bloquista Rui Filipe Soares sublinhou ainda que “curiosamente são as forças de oposição ao investimento na ferrovia” que estão a propor agora esta discussão. O Bloco de Esquerda acusa, nesse sentido, o CDS-PP de ter como intenção trazer à discussão a privatização da ferrovia.

Fernando Negrão, por sua vez, salientou que tem sido feito o caminho para a destruição da Comboios de Portugal (CP) “Tudo isto está a ser posto em causa pelas políticas do Governo”, criticou o deputado do PSD, referindo “políticas de desinvestimento”.

Por outro lado, o líder parlamentar do PS considerou que este é um dossiê que devia ser abordado pelo CDS com “algum pudor”, já que este partido contribuiu para o estado de crise atual da ferrovia.

Presidente da CP no Parlamento a 4 de setembro

O Presidente da Comboios de Portugal vai ser ouvido pela comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas, na próxima terça-feira, dia 4 de setembro. De acordo com a informação disponibilizada na página da Assembleia da República, Carlos Gomes Nogueira vai ser questionado pelos deputados sobre os efeitos da travagem do investimento dos últimos anos, numa altura em que a empresa atravessa um período particularmente difícil.

Nos últimos tempos, os utentes e responsáveis têm apresentado queixas sobre pela diminuição do número de carruagens e de comboios, atrasos, composições velhas, avarias frequentes, estações encerradas, falta de segurança e de investimento na ferrovia.

Importante notar ainda que o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, estará na comissão permanente da Assembleia da República agendada para 06 de setembro para debater a situação da ferrovia, de acordo com o discutido na conferência de líderes extraordinária desta segunda-feira.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Rejeitada reunião extraordinária sobre crise da ferrovia. Presidente da CP vai ao Parlamento dia 4

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião