Revista de imprensa internacional

  • ECO
  • 12 Setembro 2018

A demissão da ministra da Saúde espanhola está a pôr à prova o Governo de Sánchez. Macron apresenta estratégia de combate à pobreza e o furacão Florence faz disparar preço do petróleo.

É um número impressionante. A Inditex, empresa espanhola detentora das insígnias Zara e Massimo Dutti, superou os 12 mil milhões de euros de vendas, no primeiro semestre fiscal de atividade. Ainda assim a empresa queixa-se que foi afetada pelas desvalorizações cambiais. Ainda por Espanha, o Governo de Sánchez, que tem uma pequena minoria a apoiá-lo no Parlamento, abriu mais uma frente de debilidade com a demissão da ministra da Saúde. Nos Estados Unidos continua a luta preparar a chegada do furação Florence, com os seus efeitos já a serem notórios ao nível do preço do petróleo. Em França, Macron apresenta o seu plano social, com o combate à pobreza. Por seu turno, o IKEA anunciou a abertura da primeira loja na Ucrânia em 2019.

El País

Demissão de Montón põe à prova resistência do Governo de Sánchez

A demissão da ministra da Saúde, devido a irregularidades no mestrado, está a provocar uma crise no Governo. A ministra que esteve apenas 100 dias em funções, e que o primeiro-ministro espanhol tentou proteger até à última, abre assim uma nova debilidade ao executivo de Sánchez, apoiado apenas por uma pequena minoria parlamentar. Leia a notícia completa no El País (acesso livre, conteúdo em espanhol).

Expansión

Inditex supera a fasquia dos 12 mil milhões

O grupo Inditex ultrapassou pela primeira vez a barreira dos 12 mil milhões de euros no semestre. Já o lucro líquido atingiu os 1,41 mil milhões de euros. Apesar destes bons indicadores, o grupo de Amancio Ortega regista o crescimento de vendas mais lento dos últimos quatro anos. Em causa estão fatores como as altas temperaturas e a desvalorização cambial. Leia a notícia completa no Expansión (acesso livre, conteúdo em espanhol).

Financial Times

Preço do petróleo em alta com aproximação do furacão Florence

A aproximação do furacão Florence está a puxar pelos preços do petróleo, com este aproximar-se dos 80 dólares. O furacão que está a ganhar força à medida que se aproxima do continente é a tempestade mais poderosa a ameaçar os estados da Carolina do Norte e Sul em quase três décadas. As previsões apontam para picos nos postos de abastecimento de combustível devido à ordem de evacuação dada a mais de um milhão de pessoas para abandonarem as zonas costeiras. Leia a notícia completa no Financial Times (acesso pago, conteúdo em inglês).

Agence France Presse

Macron apresenta “estratégia” contra a pobreza

O Presidente francês apresenta esta quinta-feira o seu plano social de combate à pobreza. Emmanuel Macron quer aproveitar o momento para lançar uma nova fase do seu mandato, mais virada para as questões sociais, lutando contra a imagem do “presidente dos ricos”. O novo plano social será apresentado cinco dias antes da apresentação sobre o plano de reorganização do sistema de saúde. Leia a notícia completa na AFP (acesso livre/ conteúdo em francês).

Reuters

Ikea abre primeira loja na Ucrânia em 2019

A cadeia sueca Ikea vai abrir a sua primeira loja na Ucrânia em 2019. A abertura foi anunciada pelo administrador da empresa, Stefan Vanoverbeke, que se deslocou a Kiev e justificada com a melhoria do clima económico registada no país. A entrada do IKEA na Ucrânia acontece poucos meses depois do regresso da Ryanair. Presidente da Ucrânia diz que estes investimentos são um voto de confiança no país. Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre/ conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião