Qual o país onde vale menos a pena ir para a faculdade?

  • Marta Santos Silva
  • 14 Setembro 2018

Sabia que, na Dinamarca, os licenciados têm uma taxa de emprego mais baixa do que aqueles que se ficaram pelo secundário? Mas onde é que ser licenciado faz mais diferença no vencimento?

Ir para a universidade e conseguir uma licenciatura ou até um curso superior de um nível mais avançado tem muitas vantagens. Em Portugal, a procura do ensino superior é grande: foram colocados este ano 43.992 alunos na primeira fase — trata-se, na verdade, da primeira quebra numa tendência de crescimento que durava desde 2014. Mas quais as vantagens práticas — ou seja, na empregabilidade ou no vencimento — que tem uma licenciatura?

Os licenciados portugueses cumprem a regra: como a maior parte dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), segundo o relatório Education at a Glance que esta organização divulgou esta semana, os licenciados têm uma taxa de emprego muito semelhante à daqueles que terminaram o Ensino Secundário: ambas são, na verdade, de 83%. Mas há vários países que fogem à norma, nos dados recolhidos que remontam a 2016.

Há certos países membros desta organização onde os detentores de licenciaturas têm uma taxa de emprego muito superior aos que apenas terminaram o ensino secundário. É o caso por exemplo dos Estados Unidos, onde a licenciatura vale uma taxa de emprego de 82% para a de 70% de quem fez o secundário, ou da Polónia, onde a diferença é de 85% para 69%. Na Grécia, apenas 58% das pessoas que tinham terminado o Ensino Secundário estavam empregadas, enquanto com uma licenciatura havia uma vantagem, com uma taxa de emprego de 71%.

E ao contrário? Na verdade, há vários países da OCDE onde os licenciados têm uma taxa de emprego inferior aos dos que terminaram o ensino secundário, mas em nenhum o caso é tão flagrante como na Dinamarca. Neste país europeu, 93% das pessoas que ficaram aquém de uma licenciatura têm um emprego, enquanto 83% dos licenciados trabalham.

Pode-se ganhar menos com licenciatura do que sem?

Mas não é apenas na taxa de emprego que uma licenciatura interessa. Estudar também pode trazer benefícios significativos no campo salarial. O relatório da OCDE permite ver qual o nível salarial das pessoas com diferentes níveis de estudos comparativamente ao salário de quem termina o secundário. Com uma base 100, ou seja, contando que o salário médio para quem terminou a escola secundária é simbolizado pelo valor 100, é possível ver quanto se pode ganhar, em média, com outros níveis de ensino.

Por exemplo, no caso de Portugal, como na maioria dos países, torna-se claro que vale a pena estudar por um ordenado superior. Todos os níveis de ensino superiores ao 12.º representam vencimentos médios mais altos aos dos que terminaram apenas o Ensino Secundário, e ficar aquém desse nível representa um vencimento inferior.

Mas não é sempre assim. Na Áustria, por exemplo, uma licenciatura representa um vencimento médio que é de 93 contra 100 de quem terminou o Ensino Secundário, e um ordenado inferior ao médio da população em geral.

E na Dinamarca, onde a taxa de empregabilidade é inferior com uma licenciatura do que com o secundário? Nesse país o vencimento é de 111 com o equivalente a uma licenciatura para os 100 do 12.º ano. E há sítios onde a licenciatura compensa mais ainda. É o caso de Portugal, onde o valor do vencimento com uma licenciatura é de 170 relativamente à base 100, mas especialmente de países como o Chile, onde uma licenciatura vale um ordenado que é mais do que o dobro do que se se ficar pelo Ensino Secundário.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Qual o país onde vale menos a pena ir para a faculdade?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião