Novidades da Amazon: micro-ondas, relógios e Alexa no carro

A Amazon lançou várias extensões da sua linha Echo e dispositivos onde pode comunicar com a assistente Alexa. A empresa quer que os produtos cheguem a todas as divisões, e até ao carro.

A Apple não foi a única gigante tecnológica a ter um evento em setembro. A Amazon também aproveitou este mês para apresentar equipamentos novos e atualizações a modelos já existentes. Na lista, para além de um dispositivo para ter a assistente virtual Alexa no carro, encontram-se ainda objetos como um micro-ondas ou um relógio.

O evento realizou-se nas “esferas” da Amazon em Seattle, e, no arranque, o executivo Dave Limp disse que a empresa tinha “70 coisas para apresentar”, de acordo com o Business Insider (acesso livre/conteúdo em inglês). A lista não chegou a esse número, mas foi quase. Dentro da família Echo, foram apresentados vários novos modelos e melhoramentos dos já existentes. Entre os últimos encontra-se um novo Echo Dot, com um design diferente e colunas melhores, e novos Echo Plus, Show e Link.

Já nas novidades insere-se o Echo Input, que é um microfone que se liga às colunas, o Echo Sub, que é um subwoofer, e o Amazon Wi-Fi Locker, que tem um sistema de setup mais simples para a internet, para outros dispositivos. Esse sistema também está disponível no Smart Plug, que é uma tomada à qual se ligam os aparelhos inteligentes, que ficam rapidamente conectados com a rede.

Continuando na lista, encontra-se o Echo Auto, para levar no carro e que se liga ao telemóvel por Bluetooth, e o Fire TV Recast, um sistema de gravação de programas para a televisão.

Fora desta linha de objetos tecnológicos encontram-se alguns produtos mais comuns no dia-a-dia. Um micro-ondas, da coleção AmazonBasics, que vem com um botão físico para ligar à Alexa e dizer comandos como o tempo que quer pôr o aparelho a funcionar, ou mesmo para encomendar coisas. E também um relógio de parede da linha Echo, que se liga aos dispositivos e avisa e mostra ao utilizador os alarmes e lembretes.

Numa vertente de negócio, a Amazon mostrou estar empenhada em pôr a Alexa em tudo o que são eletrodomésticos lá de casa. Para isso, anunciou um pequeno chip que vai levar a assistente virtual a todo um outro nível. Em linhas gerais, o chip vai permitir que qualquer marca que desenvolva aparelhos eletrónicos possa, rapidamente, torná-los “inteligentes”. Ou seja, uma empresa de frigoríficos, ou uma marca de máquinas de lavar a roupa, vai ser capaz de adicionar facilmente o suporte da Alexa aos produtos.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Novidades da Amazon: micro-ondas, relógios e Alexa no carro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião