Recuperação da EDP anima Lisboa. Jerónimo Martins dá trambolhão

Numa sessão positiva para a generalidade das praças europeias, a bolsa nacional seguiu a tendência. Beneficiou da recuperação dos títulos da EDP, escapando ao trambolhão da dona do Pingo Doce.

Lisboa voltou aos ganhos. A praça portuguesa seguiu o comportamento positivo das restantes bolsas europeias, perante sinais positivo vindos de Itália. Beneficiou da recuperação da EDP e da EDP Renováveis, numa sessão que foi “negra” para a dona do Pingo Doce, a Jerónimo Martins.

Com as cedências por parte do governo italiano, revendo o défice orçamental para 2% do PIB até 2020 em relação aos 2,4% anunciados anteriormente, os investidores respiraram de alívio. Milão encerrou a valorizar quase 1%, mas todas as outras praças do Velho Continente valorizaram, com o Stoxx 600 a somar 0,54%.

Em Lisboa, a tendência foi igualmente positiva. O PSI-20 encerrou a ganhar 0,04% para 5.294,32 pontos, num dia em que a maioria das 18 cotadas conseguiram apresentar ganhos.

A EDP e a EDP Renováveis foram as estrelas da sessão. Depois das quedas recentes, nomeadamente por parte da empresa liderada por António Mexia no seguimento do profit warning em resultado dos CMEC, a elétrica somou 1,62% para 3,201 euros, enquanto a empresa de energias renováveis ganhou 1,74%.

Nos ganhos, nota ainda para a Nos, que somou mais de 1%, mas também a Mota-Engil, igualmente a recuperar de perdas recentes, sendo que a Navigator caiu 1,68% para 4,328 euros, após a forte subida na sessão anterior.

A queda mais expressiva do dia coube, no entanto, à Jerónimo Martins. A dona do Pingo Doce afundou 3,59% para 11,83 euros, perante dados negativos das vendas a retalho na Polónia, onde tem a Biedronka, mas também depois de o Caixa BI ter revisto em baixa a avaliação que faz dos títulos para 16,90 euros (de 17,00 euros).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Recuperação da EDP anima Lisboa. Jerónimo Martins dá trambolhão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião