BMW vai chamar à revisão mais de 25 mil automóveis a gasóleo em Portugal

  • Lusa
  • 23 Outubro 2018

As viaturas a gasóleo produzidas entre agosto de 2010 e agosto de 2017 podem apresentar problemas no circuito de refrigeração dos gases do escape.

Quase 25.100 veículos BMW estão abrangidos pela chamada à revisão do fabricante alemão de automóveis, que no total envolve 1,6 milhões de viaturas devido a problemas no circuito de refrigeração dos gases do escape.

Fonte oficial da marca em Portugal referiu à Lusa que no país “estão afetados 25.084 veículos por esta ação técnica”, que, segundo a BMW, inclui as viaturas produzidas entre agosto de 2010 e agosto de 2017.

Em 8 de agosto foi dada a informação que quase 2.400 veículos BMW seriam chamados à revisão em Portugal, num total de 324 mil veículos com motor a gasóleo em toda a Europa, devido a perigo de incêndio.

“Não haverá custos para os clientes”, garantiu fonte oficial, na altura, acrescentando que o processo demora entre uma a três horas, “dependendo se a parte respetiva tem defeito e tem que ser mudada, ou não”.

Informação atualizada pela marca alemã, enviada hoje à Lusa, refere que uma investigação da BMW revelou que um “mau funcionamento do módulo de recirculação dos gases de escape (EGR) pode, em casos extremos, originar um fogo em alguns modelos com motores a gasóleo”.

“O Grupo BMW decidiu levar a cabo uma ação técnica para verificar o módulo EGR e substituir eventuais componentes danificados em possíveis veículos a gasóleo afetados”, segundo o mesmo texto, o qual indica que, em alguns casos, o radiador do módulo EGR pode apresentar fugas de líquido de refrigeração que se acumula.

“Quando combinado com sedimentos de óleo e carvão, este líquido pode tornar-se combustível. Devido às altas temperaturas dos gases de escape nesta unidade, estes depósitos podem inflamar-se e provocar, em casos extremos, um fogo”, explicou a marca.

"O Grupo BMW decidiu levar a cabo uma ação técnica para verificar o módulo EGR e substituir eventuais componentes danificados em possíveis veículos a gasóleo afetados.”

BMW

Depois das ações técnicas de agosto, a marca avançou com análises de casos individuais que não estavam incluídos inicialmente e que “não demonstraram possuir qualquer tipo de risco significativo para os clientes”.

“Ainda assim, foi decidido reduzir ainda mais qualquer tipo de risco, alargando as diferentes ações técnicas por país, de forma a manter a confiança dos clientes no nosso produto”, pelo que as duas ações técnicas envolvem 1,6 milhões de veículos em todo o mundo.

Na Europa estão afetados 1,18 milhões de veículos, sendo que em Portugal 25.084 veículos são afetados”, segundo a mesma informação da BMW, que garante que todos os clientes com veículos envolvidos nesta ação técnica serão contactados.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

BMW vai chamar à revisão mais de 25 mil automóveis a gasóleo em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião