Fortes ganhos nas papeleiras põem Lisboa a subir 1%

A estrela desta sessão é a Altri, que está a disparar mais de 10%, depois de a JB Capital Markets ter aumentado o preço-alvo para os títulos da papeleira.

Lisboa arrancou a sessão em queda, mas deu a volta. Com o BCP a recuperar das perdas, mas principalmente com as papeleiras a disparar em bolsa, o PSI-20 voltou aos ganhos, seguindo a valorizar mais de 1% num dia que está a ser positivo também nas restantes praças da Europa.

O PSI-20, o principal índice português, avança 1% para os 4.981,15 pontos. Lá fora, muitos dos principais índices apresentam igualmente fortes ganhos, enquanto o Stoxx 600, o índice que agrega as maiores empresas do Velho Continente, apresenta uma valorização de 0,3% para os 354,33 pontos.

A contribuir para a inversão da tendência em Lisboa está o setor do papel, sobretudo a Altri. A empresa liderada por Paulo Fernandes está a disparar 10% para 7,64 euros. De acordo com a Reuters, a JB Capital Markets melhorou a recomendação para as ações da papeleira portuguesa de “neutral” para “comprar” e subiu o preço-alvo de 8,40 euros para 10,25 euros.

Além da Altri, que lidera os ganhos, a Navigator está também a ganhar 3,22% para 4,172 euros e a Semapa avança 3,05% para 16,2 euros.

No setor bancário, o BCP está, também, a contribuir para os ganhos em Lisboa. O banco liderado por Nuno Maya está a beneficiar da apresentação dos resultados do seu banco na Polónia. Ganha 2,2% para 22,3 cêntimos, depois de o Bank Millennium ter revelado um aumento de quase 10% nos lucros para 129 milhões de euros.

A EDP Renováveis, a Sonae Capital e a Jerónimo Martins estão a castigar a praça lisboeta, com quedas de 0,13%, 0,54% e 0,77%, respetivamente.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fortes ganhos nas papeleiras põem Lisboa a subir 1%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião