Wall Street com ganhos tímidos em véspera de eleições

Os investidores aguardam pelas eleições intercalares, que decorrem na terça-feira e que deverão alterar a distribuição de lugares no Congresso norte-americano.

As bolsas norte-americanas arrancaram a semana com ganhos ligeiros, numa altura em que os investidores aguardam pelos resultados das eleições intercalares nos Estados Unidos, que decorrem esta terça-feira e que deverão alterar a distribuição de lugares no Congresso. Os mercados esperam também pelas conclusões da reunião da Reserva Federal, que termina na quinta-feira.

O índice de referência S&P 500 está a valorizar 0,36%, para os 2.732,78 pontos, enquanto o industrial Dow Jones sobe 0,42%, para os 25.376,09 pontos. Já o tecnológico Nasdaq contraria esta tendência e recua 0,43%, para os 7.325,17 pontos.

A penalizar o índice tecnológico está, sobretudo, a Apple, que desvaloriza mais de 2,4%, depois de ter sido noticiado que cancelou o aumento da produção do iPhone XR. O novo smartphone da tecnológica norte-americana está à venda deste outubro, mas as vendas estão a ficar aquém do esperado.

De resto, o sentimento é de expectativa. Os eleitores norte-americanos vão às urnas na terça-feira, para elegerem os membros da Câmara dos Representantes e do Senado, bem como os governadores dos estados. As sondagens apontam para que os democratas ganhem o controlo da Câmara dos Representantes e os republicanos mantenham o Senado.

Também esta semana, na quinta-feira, a Fed termina uma reunião de dois dias. Não é esperado que seja anunciado um aumento dos juros, mas os investidores antecipam novos sinais relativamente ao ritmo de evolução dos juros nos próximos meses. A Fed deverá ainda divulgar novos dados que ilustrem o impacto das tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China sobre a economia.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Wall Street com ganhos tímidos em véspera de eleições

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião