OPA à EDP: CTG e reguladores “estão a fazer o que têm de fazer”

  • Lusa
  • 6 Novembro 2018

António Mexia, rejeita qualquer intervenção na OPA à EDP. Relativamente à China Three Gorges (CTG) e aos reguladores diz que “estão a fazer o que têm de fazer” no âmbito da oferta.

O presidente da EDP, António Mexia, disse esta terça-feira que a China ThreeGorges (CTG) e os reguladores “estão a fazer o que têm de fazer” relativamente à oferta pública de aquisição (OPA), rejeitando qualquer intervenção no processo.

“A OPA corresponde a quem a lançou e é quem a tem de trabalhar. O trabalho não é connosco, é entre o requerente e os reguladores”, disse o presidente da EDP, António Mexia, falando aos jornalistas na cimeira de tecnologia Web Summit, que decorre até quinta-feira em Lisboa.

Questionado pela Lusa sobre o processo da OPA, após notícias que dão conta de riscos que põem em causa o processo, o responsável assegurou: “Claro, as pessoas estão a fazer o que têm de fazer”.

No final da semana passada, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) advertiu que as OPA lançadas pela CTG à EDP e à EDP Renováveis devem ser lançadas “em simultâneo”, estando a operação sujeita “ao sucesso” na elétrica.

“Perante o anúncio público da intenção de adquirir as duas sociedades em causa, as ofertas devem – em conformidade com a prática seguida em operações anteriores – ser lançadas em simultâneo”, indica a CMVM num parecer divulgado na sexta-feira à noite.

Aquela entidade reguladora assinala, porém, que “o sucesso da OPA” sobre a sobre a EDP Renováveis fica, contudo, “sujeito ao sucesso da OPA sobre a EDP”, a sociedade dominante.

O esclarecimento surge depois de, no final de junho passado, a EDP Renováveis ter questionado a CMVM sobre este processo.

Em 11 de maio passado, a CTG anunciou a intenção de lançar uma OPA voluntária sobre o capital da EDP, oferecendo uma contrapartida de 3,26 euros por cada ação, cujo pedido foi registado junto do regulador, sem alterações ao preço oferecido inicialmente.

O preço oferecido pela CTG é a principal razão pela qual a administração da EDP tem recomendado aos acionistas que não aceitem esta oferta, por não refletir adequadamente o valor da elétrica, pois o prémio implícito é baixo, considerando a prática pelas empresas europeias do setor.

A administração da EDP realça ainda que o preço proposto está abaixo do oferecido em 2011, quando a CTG adquiriu 21,35% da elétrica.

Também o Conselho de Administração da EDP Renováveis, liderado por Manso Neto, recomendou aos acionistas “não aceitar o preço da oferta” da CTG, por não traduzir o valor da empresa, e considerou que “o calendário proposto subjacente à oferta poderá não corresponder aos melhores interesses dos acionistas da EDP Renováveis e deveria ser clarificado”.

A CTG, que já detém 23,27% do capital social da EDP, pretende manter a empresa com sede em Portugal e cotada na bolsa de Lisboa.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

OPA à EDP: CTG e reguladores “estão a fazer o que têm de fazer”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião