“Bloqueio” a Trump não assusta. Wall Street sobe mais de 2% após eleições

Maioria ganha pelos democratas na Câmara dos Representantes vai dar-lhes espaço para bloquear políticas de Trump, mas investidores aplaude fim da incerteza em relação ao novo desenho político.

As bolsas norte-americanas terminaram a sessão desta quarta-feira com fortes ganhos, na ressaca das eleições intercalares nos Estados Unidos. A maioria ganha pelo Partido Democrata na Câmara dos Representantes deverá trazer espaço para que os democratas bloqueiem algumas das políticas de Donald Trump, mas os investidores aplaudem o fim da incerteza em relação ao novo desenho político.

O índice de referência S&P 500 fechou a valorizar 2,12%, para os 2.813,87 pontos. Já o industrial Dow Jones subiu 2,13%, para os 26.180,30 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq avançou 2,64%, para os 7.570,75 pontos.

Os resultados das eleições foram os esperados: os democratas ganharam a maioria da Câmara dos Representantes e reforçaram o número de governadores, enquanto os republicanos mantiveram o controlo do Senado.

Este novo desenho político poderá colocar alguns entraves à administração de Donald Trump, já que, com maioria numa das câmaras do Congresso, os democratas ganham margem para lançar várias investigações ao Presidente norte-americano, uma intenção que já têm há muito, podendo ainda travar iniciativas legislativas.

A ameaça de bloqueio não assusta, contudo, os mercados, já habituados a lidar com este tipo de cenário político, habitual a meio dos mandatos presidenciais. Até porque, apontam os analistas, “bloqueio” ao Governo significa também que, nos próximos dois anos, poderão não ser implementadas novas políticas significativas, nem alteradas políticas já em vigor, o que traz estabilidade aos mercados.

Seja como for, Donald Trump garantiu estar disponível para trabalhar com os democratas na segunda metade do mandato. “Espero que apresentem uma série de boas ideias que eu possa apoiar. Há muitas coisas em que podemos concordar. Temos uma grande possibilidade de ver isso a acontecer”, disse o Presidente norte-americano, na primeira conferência de imprensa após as eleições, destacando as áreas das infraestruturas e da saúde como aquelas em que pretende negociar com os opositores.

Por outro lado, os investidores aplaudem o facto de a incerteza das eleições já ter saído da equação, depois de um mês de outubro em que foram registadas fortes quebras nos mercados acionistas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Bloqueio” a Trump não assusta. Wall Street sobe mais de 2% após eleições

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião