Itália “bate o pé” a Bruxelas. Orçamento não muda

  • Lusa
  • 13 Novembro 2018

"Não há novidades legislativas, temos o compromisso de conter o défice" em 2,4%, disse Di Maio.

O Governo italiano anunciou que não altera as suas estimativas para 2019, que preveem um défice de 2,4% do PIB, apesar das exigências de Bruxelas, que rejeitou o documento, e do risco de sanções financeiras.

Não há novidades legislativas, temos o compromisso de conter o défice” em 2,4%, disse o vice-presidente do Governo e ministro do Desenvolvimento, Luigi Di Maio, após uma reunião do Conselho de Ministros na qual ficou acordada a resposta a dar à Comissão Europeia, que será enviada pelo ministro de Economia, Giovanni Tria.

O executivo de coligação do Movimento Cinco Estrelas e da ultra direita Liga reafirmou os números esta terça-feira à noite, poucas horas antes de expirar o prazo dado por Bruxelas, que era à meia-noite local (mais uma hora em Lisboa), para que Itália apresentasse outras previsões.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Itália “bate o pé” a Bruxelas. Orçamento não muda

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião