Revista de imprensa internacional

Na Argentina, o Orçamento do Estado já foi aprovado, com mais votos a favor do que era esperado. Já em Espanha, o Governo prepara impostos às bebidas açucaradas, à semelhança de Portugal.

Na Argentina, o Orçamento do Estado para 2019 já foi aprovado, com mais votos a favor do que aquilo que era esperado. Já em Espanha, o Governo prepara impostos às bebidas açucaradas, à semelhança de Portugal. Na Califórnia, o incêndio de Paradise parece estar longe do fim, já fez 56 mortos e mais de uma centena de pessoas continuam desaparecidas. Nas empresas, destaque para a Uber, que está a pensar investir noutras áreas de negócios que contribuam para a atividade de negócio central.

Clarín

Orçamento do Estado da Argentina aprovado com mais votos do que o esperado

O Senado argentino aprovou durante esta madrugada o Orçamento do Estado (OE) para 2019 da Argentina, que prevê um ajuste nas contas públicas e um aumento dos impostos, na sequência do acordo entre o Governo e o Fundo Monetário Internacional (FMI). O documento, muito criticado pela oposição, foi aprovado com mais votos a favor do que era esperado: 45 votos a favor, 24 contra e uma abstenção. Leia a notícia completa em Clarín (acesso livre, conteúdo em espanhol).

El Economista

Governo espanhol fará 200 milhões de euros com imposto sobre os refrigerantes

O Governo espanhol tem em cima da mesa um novo imposto ao consumo. Sob a bandeira da preocupação com a obesidade da população, as bebidas açucaradas serão alvo de um imposto, que originará 200 milhões de euros, de acordo com os primeiros cálculos. Em Portugal, também vêm aí mais impostos às bebidas açucaradas, sendo que, no próximo ano, o número de escalões de impostos vai crescer. Leia a notícia completa em El Economista (acesso livre, conteúdo em espanhol).

The Guardian

Incêndio na Califórnia já fez 56 mortos. 130 pessoas continuam desaparecidas

As autoridades norte-americanas elevaram para 56 o número de mortos registados no incêndio em Paradise, na Califórnia, depois de terem sido encontrados mais oito corpos. O balanço anterior dava conta de 48 mortos. O xerife do condado de Butte, Korey Honea, afirmou em conferência de imprensa que pelo menos 130 pessoas continuam desaparecidas, sendo que a maioria é residente na localidade de Paradise, no norte da Califórnia. Leia a notícia completa em The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês).

Tech Crunch

Uber focada noutras áreas de crescimento futuro

As contas da Uber têm vindo a mostrar que a empresa está a perder dinheiro, ao mesmo tempo que continua a investir noutras áreas de crescimento futuro. Dara Khosrowshahi, CEO da Uber, prevê que, daqui a dez anos, o seu negócio principal represente menos de 50% dos negócios globais da Uber. Tal reforça a intenção da plataforma eletrónica de transporte de investir mais fortemente em empresas como a Uber Eats, nas scooters e nas bicicletas elétricas, de forma a alargar e contribuir para o negócio. A Uber pretende provar, assim, aos seus investidores que pode ser mais do que uma aplicação de transporte, ao diversificar os seus serviços. Leia a notícia completa em Tech Crunch (acesso livre, conteúdo em inglês).

The New York Times

Líderes do Facebook atrasam, negam e desviam problemas

A rede social fundada por Mark Zuckerberg viu-se a braços com vários problemas que vieram a público, nomeadamente a influência russa sobre as eleições norte-americanas, e a exposição de dados de milhares de utilizadores. Enquanto Zuckerberg se concentrava em pedidos de desculpa, Sheryl Sandberg, a líder de operações, focou-se em desviar as culpas da plataforma e afastar regulamentações mais apertadas. A estratégia dos líderes é resumida em três palavras: atrasar, negar e desviar, numa reportagem do The New York Times. Leia a notícia completa em The New York Times (acesso livre, conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião