Espanha ameaça rejeitar acordo do Brexit devido a Gibraltar

  • ECO
  • 19 Novembro 2018

Ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol quer que acordo do Brexit deixe claro que não incide sobre Gibraltar, um território ultramarino britânico desde 1704.

Espanha ameaça rejeitar o acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) devido à questão de Gibraltar, exigindo mudanças ao texto antes da reunião decisiva do próximo domingo que vai referendar o documento do Brexit.

Do lado de Madrid, não haverá qualquer aprovação ao documento no encontro do Conselho Europeu, que se realiza no fim de semana, se não ficar totalmente assegurado que o acordo alcançado na semana passada exclui Gibraltar. “Queremos que fique clara a interpretação desse texto de que as negociações entre Reino Unido e a União Europeia não se aplicam a Gibraltar”, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol esta manhã.

Ao contrário, Downing Street não quer qualquer exclusão de um território seu da proposta para sair da comunidade europeia. Ou seja, quer que as regras também se apliquem a Gibraltar, deixando os Governos dos dois lados em rota de colisão.

Mas “deve ficar claro que o que é negociado tem um âmbito territorial que não inclui Gibraltar e que futuras negociações sobre Gibraltar devem ser separadas“, disse Josep Borrel.

“É isto que precisamos de clarificar e até que seja clarificado no acordo de saída e na declaração política sobre o futuro da nossa relação, nós não podemos dar o nosso apoio”, frisou o ministro espanhol.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Espanha ameaça rejeitar acordo do Brexit devido a Gibraltar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião