Televisões inteligentes ainda não atraem muitos portugueses

Na Europa, as Smart TV são usadas por 11% dos cidadãos, principalmente os noruegueses. Em Portugal foram apenas 6% já têm estas novas televisões.

O mundo está cada vez mais avançado, assim como as televisões, que estão cada vez mais inteligentes. Na Europa, 11% das pessoas já vês conteúdos televisivos na internet ou outros vídeos através de uma Smart TV, com destaque para a Holanda e o Reino Unido. Em Portugal, apenas 6% dos portugueses — pouco mais de de metade da média europeia —, já se deixaram conquistar por estas “televisões inteligentes”, de acordo com os dados do Eurostat.

Em 2016, mais de um décimo dos europeus rendeu-se às Smart TV. Desse total, 4% usou estas televisões para navegar na Internet através de um browser próprio e 3% usou-as para outro tipo de apps, como jogos ou compras online. A maioria destes utilizadores estava ligada ao mundo tecnológico, nomeadamente às TIC (23%).

Em território nacional, 6% dos portugueses usam Smart TV, o equivalente a pouco mais de metade da média europeia. Dessa fatia, 4% usou estas televisões para navegar na Internet através de um browser próprio e 3% usou-as para jogar ou realizar compras online.

Percentagem de pessoas a usar Smart TV na Europa

Fonte: Eurostat / 2016

Portugal surge, assim, a meio de um ranking liderado pela Noruega (28%), a Holanda e o Reino Unido (ambos com 22%). É nestes países onde as Smart TV têm maior popularidade, seguidos três países nórdicos: Suécia (21%), Dinamarca (20%) e Finlândia (17%). Contrariamente, é na Roménia e na Grécia (ambos com 3%) onde a popularidade é mais baixa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Televisões inteligentes ainda não atraem muitos portugueses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião