Trump agradece à Arábia Saudita a descida do petróleo. Mas diz que vai descer mais

  • Lusa
  • 21 Novembro 2018

"Obrigado à Arábia Saudita, mas vamos descer ainda mais!", disse o presidente dos Estados Unidos, no Twitter.

O Presidente dos EUA, Donald Trump, agradeceu esta quarta-feira à Arábia Saudita por ajudar a reduzir o preço do petróleo no mercado mundial, depois de ter feito um apelo nesse sentido, na passada semana.

“Os preços do petróleo estão a cair. Ótimo!”, escreveu Donald Trump no Twitter, mencionando a queda de 82 para 54 dólares por barril. “Obrigado à Arábia Saudita, mas vamos descer ainda mais!”, saudava o Presidente dos EUA, dizendo que esta notícia é como “uma descida de impostos para a América e para o Mundo”.

Na passada semana, Trump tinha pedido para que o governo de Riade ajudasse a manter o preço do petróleo em “níveis razoáveis”. As manifestações de satisfação acontecem no dia seguinte a administração Trump ter manifestado o seu apoio ao governo saudita, no meio da turbulência provocada pelo caso do assassínio do jornalista Jamal Khashoggi, em outubro.

Donald Trump tem recusado aceitar o envolvimento direto do príncipe herdeiro, Mohamed bin Salman, no caso da morte do jornalista, na embaixada da Arábia Saudita em Istambul. “Podemos nunca saber todos os factos sobre o assassínio de Jamal Khashoggi”, um “crime terrível que o nosso país não perdoa”, disse Trump.

O Presidente dos EUA, no entanto, considera que “não há provas irrefutáveis” sobre o envolvimento de Salman, repetindo que a Arábia Saudita é um “importante aliado” dos EUA.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Trump agradece à Arábia Saudita a descida do petróleo. Mas diz que vai descer mais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião