Banca está a cumprir limites ao crédito. Banco de Portugal vê “melhorias na avaliação dos clientes”

Banco de Portugal diz que há “melhorias na avaliação de solvabilidade” dos clientes por parte dos bancos.

Todas as instituições bancárias nacionais estão a cumprir a recomendação que o Banco de Portugal fez no início deste ano, no sentido de criar limites à concessão de crédito à habitação e ao consumo e, desta forma, prevenir riscos. Na primeira avaliação que faz à implementação destas novas regras, o regulador vê “melhorias na avaliação de solvabilidade” dos clientes por parte dos bancos.

A recomendação do Banco de Portugal trouxe três medidas preventivas a aplicar aos novos créditos. Em concreto, a criação de limites para o rácio entre o montante do financiamento face ao valor do imóvel que serve de garantia (LTV), o estabelecimento de um teto máximo para o rácio entre os encargos com créditos e o rendimento familiar, bem como uma limitação à maturidade dos empréstimos.

"A 31 de julho todas as instituições tinham implementado, do ponto de vista operacional, os limites previstos na recomendação nos canais presenciais.”

Banco de Portugal

Estes novos limites abrangem a concessão de novos créditos à habitação, créditos com garantia hipotecária ou equivalente e créditos ao consumo que sejam celebrados a partir de julho deste ano.

Cinco meses passados desde que estes limites começaram a ser aplicados, o regulador vê resultados positivos. “Com o objetivo de avaliar a implementação da referida recomendação, o Banco de Portugal levou a cabo um conjunto de contactos com as instituições mais representativas do sistema financeiro português e instituições especializadas no crédito ao consumo. A informação recolhida sugere que a 31 de julho todas as instituições tinham implementado, do ponto de vista operacional, os limites previstos na recomendação nos canais presenciais”, aponta o Banco de Portugal na última edição do Relatório de Estabilidade Financeira, publicado esta quarta-feira.

nos canais digitais, a implementação da recomendação encontrava-se “menos desenvolvida, mas as instituições parecem ter adaptado a sua oferta nestes canais aos limites estabelecidos na recomendação”, acrescenta o relatório.

E conclui: “De uma forma geral, a implementação da recomendação parece ter originado melhorias na avaliação da solvabilidade dos mutuários pelas instituições, uma vez que a recomendação estabeleceu um mínimo harmonizado de critérios a ser observado aquando da contratação de crédito”.

Comentários ({{ total }})

Banca está a cumprir limites ao crédito. Banco de Portugal vê “melhorias na avaliação dos clientes”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião