Após oito semanas a descer, combustíveis não mexem na segunda-feira

Tanto o gasóleo como a gasolina vão manter os preços na próxima segunda-feira, isto depois de várias semanas a descer.

Após oito semanas em queda, o preço da gasolina vai ficar inalterado na próxima semana. Também o gasóleo não deverá registar qualquer alteração no preçário a partir da meia-noite desta segunda-feira.

Foi o que adiantou fonte do setor ao ECO em relação à evolução dos preços dos combustíveis na próxima semana.

No caso da gasolina, cada litro deste combustível deverá manter-se assim, em média, nos 1,448 euros, o valor mais baixo desde 23 de outubro do ano passado, de acordo com os dados oficiais da Direção-Geral de Energia. Tudo aponta para que interrompa agora uma série de oito semanas com o preço a descer — feitas as contas, a gasolina passou a custar menos 15,6 cêntimos por litro no espaço de dois meses.

Para o gasóleo simples, o combustível mais usado pelas famílias portuguesas, também não deverá haver notícias: ou seja, manter-se-á o preço de 1,331 euros por litro da última segunda-feira, o valor mais baixo desde maio deste ano. Nas quatro semanas anteriores, o preço do diesel havia recuado 8,75 cêntimos.

Importa reforçar que estes dados referem-se a preços médios calculados pela Direção-Geral de Energia nos postos em Portugal Continental. Ou seja, os combustíveis podem ter preços diferentes nos vários pontos de abastecimento em território continental.

A evolução do preço dos combustíveis tem por base o comportamento do petróleo e derivados nos mercados internacionais na última semana. Em relação ao ouro negro, a matéria-prima acumula uma valorização semanal de 2,6% em Londres, com a cotação a ser impulsionada pelas notícias em torno do corte de produção no seio da OPEP.

Face à forte correção do preço do petróleo nos últimos meses, devido à situação de excesso de barris no mercado, o cartel de países produtores de petróleo deverá reduzir a produção no sentido de restabelecer algum equilíbrio entre a oferta e a procura e, com isso, conter a descida dos preços.

(Notícia atualizada às 12h03)

Comentários ({{ total }})

Após oito semanas a descer, combustíveis não mexem na segunda-feira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião