Consórcio da EDP Renováveis e Shell ganham novo projeto eólico nos EUA

As duas empresas fizeram uma oferta de 135 milhões de dólares pelos direitos para desenvolver energia eólica comercial.

A Mayflower Wind Energy, uma joint venture integrada pela EDP Renováveis, assegurou os direitos exclusivos para o desenvolvimento de um novo projeto eólico offshore em Massachusetts, nos Estados Unidos. Além da EDPR Offshore North America LLC, o consórcio conta ainda com a Shell New Energies US LLC.

A oferta do grupo foi de 135 milhões de dólares (cerca de 119,4 milhões de euros) pelo direito exclusivo para desenvolver o lease federal de energia eólica comercial, segundo informou a empresa liderada por João Manso Neto, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A vitória neste leilão é mais um reforço do posicionamento da EDP naquilo que tem sido uma nova avenida de crescimento para o grupo: o offshore. Já com projetos em Portugal, França e Reino Unido, a EDPR entra agora no segmento de offshore no principal mercado de crescimento das renováveis, os EUA, onde a empresa é hoje um dos principais players em energia éolica onshore”, afirmou António Mexia, CEO da casa-mãe EDP.

A EDP Renováveis anunciou ainda que começará a desenvolver um plano de avaliação do local e os esforços formais de desenvolvimento do local com o objetivo de iniciar as operações do parque eólico em 2020. Após ser construído, a área de arrendamento poderá acomodar uma capacidade total de geração de 1,6 GW, o suficiente para fornecer energia renovável a 680,000 casas, por ano.

“Este é um projeto com uma dimensão relevante e, em conjunto com o nosso parceiro Shell, ambicionamos continuar a crescer numa área muito promissora”, acrescentou Mexia.

A empresa tem reforçado a presença no país e acrescentou que este negócio aumenta as opções de crescimento na tecnologia eólica offshore no mercado norte-americano, enquanto mantém o perfil de risco.

Comentários ({{ total }})

Consórcio da EDP Renováveis e Shell ganham novo projeto eólico nos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião