Glovo quer contratar 300 engenheiros. E tem vagas abertas em Lisboa

A aplicação de entrega de refeições Glovo quer recrutar 300 engenheiros das áreas ligadas à tecnologia e tem duas vagas abertas na capital portuguesa. Já foi buscar um diretor à concorrente Uber.

A Glovo entrou no mercado português no final do ano passado. Já tem cobertura nas regiões da Grande Lisboa e do Grande Porto.Glovo

A startup espanhola Glovo quer contratar 300 engenheiros das áreas ligadas à tecnologia para se juntarem à equipa internacional. A aplicação de entrega rápida de refeições e objetos, que concorre diretamente com a Uber Eats em Portugal, anuncia esta expansão depois ter angariado 134 milhões de dólares numa ronda de capital liderada por novos e antigos acionistas.

Concretamente para os escritórios de Lisboa, a Glovo procura um diretor para as operações na cidade e um especialista operacional. A lista completa pode ser consultada numa plataforma da empresa criada para esse efeito.

A empresa pretende, assim, recrutar três centenas de engenheiros numa altura em que o setor da tecnologia enfrenta dificuldades em encontrar e reter talento. Num comunicado, justifica esta medida como “resposta à boa recetividade e crescente procura que a aplicação tem vindo a ter por parte dos utilizadores nas diversas cidades e países onde foi lançada”, incluindo as regiões da Grande Lisboa e do Grande Porto, onde a aplicação já presta o serviço.

Recentemente, chegaram 134 milhões de dólares à conta bancária da Glovo, na sequência de uma ronda de capital Série C, liderada pela AmRest e pela Idivest, na qual participaram fundos internacionais que já eram acionistas da startup, como o fundo da Rakuten. O dinheiro está a permitir à empresa dar estes passos no sentido do crescimento.

No mesmo comunicado, a Glovo revela que recrutou Mustafa Sezgin para o cargo de vice-presidente de engenharia, “com o objetivo de capacitar a equipa de engenharia global na rápida expansão para novas geografias na Europa, América Latina e África”. Segundo a Glovo, Sezgin já tinha ocupado a função de diretor de engenharia da concorrente Uber no mercado da Europa, Médio Oriente e África (EMEA), nos escritórios de Amesterdão.

Comentários ({{ total }})

Glovo quer contratar 300 engenheiros. E tem vagas abertas em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião