Após reuniões com Governo, trabalhadores do SEF avançam com greve dias 26, 27 e 28 de dezembro

  • ECO
  • 20 Dezembro 2018

Depois de as conversações com o Governo terem mostrado uma "falta de sensibilidade", o sindicato que engloba cerca de 400 funcionários do SEF decretou mesmo greve nos dias 26, 27 e 28 de dezembro.

Depois de uma reunião com o Ministério da Administração Interna (MAI), os funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) vão mesmo avançar com uma greve nos dias 26, 27 e 28 de dezembro, de acordo com a notícia avançada pelo Observador. A paralisação, que deverá afetar cerca de 400 funcionários, vai ser mesmo acontecer e será a nível nacional.

O Sindicato dos Funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SINSEF) reuniu-se com assessores mandatados pelo ministro do MAI e, face aos resultados, decidiram mesmo, por unanimidade, parar nos dias 26, 27 e 28 de dezembro. Do lado desta estrutura sindical, todas as conversações mantidas com este ministério até esta quinta-feira resultaram numa total ausência de sensibilidade para a agonizante falta de pessoal habilitado para o serviço documental.

O Governo, por sua vez, disse que a alteração da lei e do estatuto dos funcionários estava a ser planeada, incluindo o aumento do número atual de funcionários, que é considerado insuficiente.

Bruno Gabriel, membro da direção do SINSEF, sublinha que “é preciso que se perceba que esta questão é mais do que reivindicações, isto é a realidade de um serviço com uma missão fundamental: segurança e identificação de cidadãos estrangeiros”.

Comentários ({{ total }})

Após reuniões com Governo, trabalhadores do SEF avançam com greve dias 26, 27 e 28 de dezembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião