Aga Khan compra terrenos a ex-BPN para construir academia. Será a primeira do líder dos ismaelitas na Europa

  • ECO
  • 21 Dezembro 2018

A comunidade ismaelita, que tem Aga Khan o seu líder, comprou um terreno em Oeiras, perto da zona do Taguspark, por quatro milhões de euros. O negócio foi feito com a Parvalorem.

Já se sabia que Oeiras era a localização escolhida pela Rede Aga Khan para o Desenvolvimento (AKDN) para instalar uma academia, a primeira na Europa. Agora, o interesse confirmou-se. A comunidade ismaelita, que tem Aga Khan o seu líder, comprou um terreno em Oeiras, perto da zona do Taguspark, por quatro milhões de euros.

De acordo com o Jornal de Negócios (acesso pago), o negócio foi feito com a Parvalorem, a entidade estatal que ficou com os despojos considerados tóxicos do antigo Banco Português de Negócios (BPN).

O Público já tinha avançado que o investimento na academia Aga Khan deverá ser superior a 80 milhões de euros. Trata-se de uma escola vocacionada para crianças entre os 5 e os 17 anos, num projeto de ensino tido como de excelência, com turmas pequenas e professores de várias nacionalidades.

“Sabemos que enfrentamos um futuro desafiante, mas à medida que olhamos para estas exigências, o Imamat Ismaili fortalecer-se-á a partir do nosso sentido permanente de parceria contínua, com o povo e com o Governo de Portugal”, disse Shah Karim al Hussaini, o príncipe Aga Khan, quando esteve no Parlamento português, depois de ter escolhido o país para o encerramento das comemorações dos 60 anos como líder ismaelita.

Quanto à escritura pública do contrato de compra e venda entre a Parvalorem e o Imamat Ismaili, a data está definida: próximo dia 11 de janeiro, mais tarde do que o inicialmente antecipado, que era o final deste ano.

Na verdade, há vários anos que a Rede AKDN procurava terrenos para este projeto em terras lusitanas. A academia chegou a estar prevista para um terreno de 30 hectares em Cascais, que, porém, não avançou, muito por causa de um abaixo-assinado que denunciava o excesso de urbanização da zona do Guincho.

Com a escolha de Oeiras, e se tudo correr bem, Portugal tornar-se-á o primeiro país europeu a acolher uma Academia Aga Khan, cuja abertura de portas está prevista para daqui a dois ou três anos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Aga Khan compra terrenos a ex-BPN para construir academia. Será a primeira do líder dos ismaelitas na Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião