Governo aposta na ferrovia. Quer Lisboa-Porto em duas horas

  • ECO
  • 22 Dezembro 2018

Estão previstos mais de 20,4 mil milhões de euros em projetos e programas de investimento a concretizar na próxima década, com destaque para o investimento nos transportes e mobilidade.

O Governo tem um plano de 20 mil milhões de euros para grandes obras públicas. Grande parte deste valor será utilizado para a mobilidade, com especial destaque para a ferrovia. Um dos objetivos é o de aumentar exponencialmente a capacidade do eixo ferroviário Porto-Lisboa. A ligação entre as duas cidades deverá ser feita em menos de duas horas.

Quadruplicar a capacidade do eixo ferroviário Porto-Lisboa é a grande obra pública prevista no Programa Nacional de Investimentos 2030 (PNI2030), avaliado em 20,4 mil milhões de euros, que o Executivo quer fazer chegar à Assembleia da República já em janeiro, revelou Pedro Marques, ministro das Infraestruturas, ao Expresso (acesso pago).

Só neste eixo estão previstos mais 163 quilómetros de ferrovia, um esforço de 1.500 milhões de euros e a construção dos troços Cacia-Gaia, Soure-Coimbra, Santarém-Entroncamento e Alverca-Azambuja, revela o governante ao semanário. “Vamos fazer Porto-Lisboa de comboio em menos de duas horas”, assegura.

Além deste troço, no top dos maiores investimentos estão também:

  • A ligação ferroviária Aveiro/Mangualde (600 milhões de euros);
  • A segunda fase da expansão do aeroporto de Lisboa (outros 600 milhões);
  • A expansão dos metros do Porto (600 milhões) e Lisboa (400 milhões), que terão novas estações além das que já estão a ser discutidas.

Tudo somado, estão previstos mais de 20,4 mil milhões de euros em projetos e programas de investimento a concretizar na próxima década, com destaque para o investimento nos transportes e mobilidade (12.765 milhões), na energia (3.650 milhões), ambiente (3.270 milhões) e regadio (750 milhões).

O Governo espera conseguir blindar o plano de grandes obras públicas com uma maioria de dois terços dos deputados. “O país está farto de dissensos e de avanços e recuos nas grandes infraestruturas”, dramatiza o ministro. E há, naturalmente, um piscar de olho especial: “Se se quer alcançar essa estabilidade, o papel do PSD é inegável“, diz Pedro Marques.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo aposta na ferrovia. Quer Lisboa-Porto em duas horas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião