Ministério Público impede Ricardo Salgado de aceder a escutas no caso GES

  • ECO
  • 27 Dezembro 2018

O Ministério Público negou a consulta do processo a Ricardo Salgado. Em causa está a interferência em algumas diligências de investigação, ainda em curso.

O Ministério Público (MP) impediu o acesso de Ricardo Salgado, principal arguido no caso Grupo Espírito Santo (GES), às escutas telefónicas efetuadas nesse processo, avança o Correio da Manhã esta quinta-feira.

O ex-banqueiro pediu para fazer a consulta integral do processo, dado que o segredo de justiça do caso acabou em setembro. Mas, o MP negou a consulta de alguns dos autos, nomeadamente interceções telefónicas e dados bancários e fiscais de alguns suspeitos, investigados neste inquérito.

Na prática, o MP impediu que se prejudicasse a concretização de diligências de investigação que ainda estão em curso.

Esta decisão não se limitou a Ricardo Salgado, já que outros seis arguidos, três assistentes (que serão lesados do BES) e dois ofendidos terão tido o mesmo acesso negado.

A decisão foi entretanto submetida ao juiz de instrução criminal Carlos Alexandre, que concordou com a posição do MP.

Comentários ({{ total }})

Ministério Público impede Ricardo Salgado de aceder a escutas no caso GES

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião