Turismo, restauração e hotelaria: Douro Azul abre candidaturas para 100 novos trabalhadores

Entre 11 e 13 de janeiro, a Douro Azul abre as portas de um dos navios-hotel para contratar 100 colaboradores para a área de turismo, hotelaria e restauração. Inscrições decorrem até 6 de janeiro.

A DouroAzul, empresa de Mário Ferreira, vai realizar um open day para contratar 100 novos colaboradores para as áreas de turismo, restauração e hotelaria para a época de 2019.

O evento — o terceiro do género que a empresa realiza — vai decorrer entre 11 e 13 de janeiro num dos navios-hotel do grupo. O objetivo é que os candidatos possam conhecer melhor a empresa, a sua atividade e as funções disponíveis.

“A melhor forma de explicar o que é trabalhar num navio-hotel de uma empresa líder é trazer os candidatos a conhecer esses espaços e, dessa forma, esclarecer todas as eventuais dúvidas que possam existir”, afirma Sara Azevedo, diretora de recursos humanos da DouroAzul.

Sobre o perfil dos candidatos, o diretos de operações da empresa, Carlos de Freitas afirma: “Procuramos candidatos com formação nas áreas do turismo, hotelaria e restauração, mas sobretudo pessoas com vontade de aprender e desenvolver uma carreira num ambiente internacional, apoiados por profissionais qualificados e reconhecidos no mercado“.

No ano que agora se inicia, a DouroAzul terá para além dos 10 navios-hotel no percurso rio Douro entre o Porto e Barca D’Alva, os dois novos navios com 65 cabines duplas que estão em fase de acabamento nos estaleiros de Viana do Castelo.

O Open Day 2019 está sujeito a um número limitado de inscrições, que terão que ser formalizadas através da plataforma de recrutamento da empresa disponível em http://mijobs.mysticinvest.com/ até 6 de janeiro.

 

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Turismo, restauração e hotelaria: Douro Azul abre candidaturas para 100 novos trabalhadores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião