Governo abre 25 vagas para carreira diplomática

  • ECO
  • 7 Janeiro 2019

O Ministério dos Negócios Estrangeiros lançou um concurso externo para recrutar profissionais interessados na carreira diplomática.

O Governo abriu um concurso externo para recrutar profissionais interessados numa carreira diplomática, pela primeira vez em dez anos. Em comunicado enviado às redações, o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) refere que estão em aberto 25 vagas, sendo que os candidatos têm de ter um curso superior. As candidaturas são realizadas online.

“O Ministério dos Negócios Estrangeiros informa que se encontra aberto pelo prazo de 15 dias úteis, a contar de 8 de janeiro, o concurso externo de ingresso para 25 lugares da categoria de adido de embaixada da carreira diplomática portuguesa”, refere o documento.

Os interessados devem ter cidadania portuguesa e, “além das condições gerais de admissão na Função Pública”, devem possuir “uma licenciatura conferida por instituições portuguesas de ensino universitário ou diploma estrangeiro legalmente equiparado”.

As candidaturas devem ser realizadas online, através do portal do MNE, onde os interessados terão de preencher um formulário e podem consultar todo o regulamento do concurso.

O ministro dos Negócios Estrangeiros já tinha anunciado a semana passada, no seminário diplomático, que ia repor o quadro de adidos de embaixada, a categoria de entrada dos diplomatas. “Vamos recuperar o ritmo da normalidade e repor os 55 adidos. Temos de recuperar dos anos da crise, mas também temos de nos para preparar a presidência portuguesa da União Europeia de 2021”, diz Augusto Santos Silva, citado pelo Público. O quadro da Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia (Reper), em Bruxelas, vai ter mais 19 pessoas. Agora, são 51. “É um aumento de 40% e será feito em dois anos: dez em 2019 e nove em 2020”, disse.

Os diplomatas começam a sua carreira como adidos, posto que devem ocupar durante três anos. Depois, passam automaticamente à categoria de secretário de embaixada. Por isso, os concursos de entrada são abertos de três em três anos. Para manter o quadro, deveriam entrar 55 diplomatas a cada três anos. Mas pelo menos desde 2005 que os concursos são abertos com menos vagas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo abre 25 vagas para carreira diplomática

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião