José Manuel Cardoso deixa Wavemaker, agência do GroupM

Há mudanças na gestão de topo do GroupM, a holding da WPP nas agências de meios. José Manuel Cardoso deixa a gestão executiva da Wavemaker.

José Manuel Cardoso, um histórico das agências de meios em Portugal, deixou de ser o gestor executivo da Wavemaker (GroupM), que integra a multinacional WPP, e para já não haverá uma substituição direta, apurou o ECO junto de fontes de mercado. Numa primeira fase, será José Pedro Dias Pinheiro a acumular as funções com as de presidente do GroupM.

José Manuel Cardoso na apresentação da Wavemaker.

José Manuel Cardoso estava no grupo WPP há 40 anos, desde 1979, assumindo, sucessivamente, novas funções, até chegar a gestor executivo da MEC, a mais importante das agências de meios do grupo e do país. Já em 2018, na sequência de uma fusão internacional de duas empresas do Grupo WPP, a MEC/Media Edge e a Maxus, José Manuel Cardoso passa a liderar a recém-criada Wavemaker, que tem uma equipa com 75 profissionais.

Os números de mercado de publicidade de 2018 – os oficiais, a preços de tabela, da responsabilidade da MediaMonitor – ainda não estão fechados, mas a Wavemaker terá mantido um lugar de topo no ranking, com um valor acima dos 850 milhões de euros.

Oficialmente, o GroupM, detido pela WPP, não faz comentários a esta mudança de CEO na Wavemakwer, mas fontes de mercado asseguram ao ECO que a saída de José Manuel Cardoso foi programada de comum acordo e efetivada no final de 2018. O gestor, a fazer 59 anos em breve, vai ajudar na processo de transição da Wavemaker e quer, agora, ter tempo para outras atividades não executivas.

Comentários ({{ total }})

José Manuel Cardoso deixa Wavemaker, agência do GroupM

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião