Taxas do aeroporto do Montijo serão 80% mais baixas que as da Portela

  • ECO
  • 8 Janeiro 2019

Governo e ANA assinam esta terça-feira o acordo sobre o financiamento da construção do aeroporto do Montijo e a expansão do aeroporto da Portela.

O Governo e a concessionária de aeroportos ANA assinam esta terça-feira o acordo sobre o modelo de financiamento da expansão aeroportuária de Lisboa que prevê taxas no novo aeroporto do Montijo 80% mais baixas do que as praticadas no aeroporto Humberto Delgado, de acordo com o jornal Público (acesso pago).

O acordo aponta para investimentos de 1.326 milhões de euros na construção de um novo aeroporto na base militar do Montijo e a expansão do atual aeroporto de Lisboa, localizado na Portela, montantes que serão integralmente assumidos pela concessionária detida pelo grupo francês Vinci.

Como contrapartida ao financiamento do projeto, a ANA poderá manter o crescimento das taxas aeroportuárias. Ainda assim, a fórmula de fixação dessas taxas, que até se baseia atualmente na procura, vai mudar, passando os aumentos a ser determinados em função do volume de investimento e procura do aeroporto Humberto Delgado. Este novo mecanismo vai vigorar pelo menos entre 2023 e 2033, segundo aquele jornal.

Este novo modelo vai permitir à ANA investir de imediato na expansão do atual aeroporto da capital, mantendo a aposta na construção de outro aeroporto do outro lado do rio Tejo. De resto, com taxas mais baixas, o aeroporto do Montijo poderá captar maior interesse das companhias aéreas de baixo custo, como Ryanair ou Easyjet por via do fator preço.

Comentários ({{ total }})

Taxas do aeroporto do Montijo serão 80% mais baixas que as da Portela

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião