Governo “cede” quartel à Câmara do Porto para criar habitação de renda acessível

O Governo deve aprovar em Conselho de Ministros a devolução do quartel de Monte Pedral à Câmara do Porto. Espaço dará origem a um empreendimento de renda acessível e a uma residência universitária.

Rui Moreira pediu e o Governo cedeu. O quartel de Monte Pedral volta para a esfera da Câmara Municipal do Porto e vai dar origem a um empreendimento com cerca de 400 habitações a rendas acessíveis. A notícia foi avançada em primeira mão pelo Diário de Notícias e confirmada pela ECO.

O anúncio será feito hoje pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, após aprovação em reunião de Conselho de Ministros.

Os terrenos do quartel de Monte Pedral, em pleno centro do Porto, com mais de 25 mil metros quadrados, estarão avaliados em mais de 50 milhões de euros. Apesar de o projeto da autarquia não ser ainda conhecido, em causa deve estar a construção de 400 habitações e ainda uma residência universitária.

Os terrenos do quartel, entretanto desativado, tinham sido cedidos ao Ministério do Exército em duas frações em 1902 e, posteriormente, em 1920, para instalar um quartel de cavalaria.

Em novembro, Rui Moreira terá escrito uma carta ao ministro a Defesa, João Gomes Cravinho, na qual pedia a devolução do quartel de Monte Pedral. O anúncio do pedido foi feito pelo próprio autarca em reunião da Assembleia Municipal.

Comentários ({{ total }})

Governo “cede” quartel à Câmara do Porto para criar habitação de renda acessível

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião