Juncker lamenta chumbo do acordo do Brexit. “Risco de uma saída desordenada aumentou”, alerta

  • Lusa
  • 15 Janeiro 2019

Jean-Claude Juncker lembrou o Reino Unido que “o tempo está quase a esgotar-se”.

O presidente da Comissão Europeia lamentou a rejeição do acordo de saída do Reino Unido da UE pelo parlamento britânico, advertindo que “o risco de uma saída desordenada aumentou”, pelo que Bruxelas prosseguirá o seu plano de contingência.

“O risco de uma saída desordenada do Reino Unido aumentou com o voto de hoje à noite. Embora não queiramos que tal suceda, a Comissão Europeia vai continuar o seu trabalho de contingência para ajudar a garantir que a UE está completamente preparada”, afirmou Jean-Claude Juncker, numa declaração divulgada em Bruxelas.

Apontando que, do lado da União Europeia, “o processo de ratificação do Acordo de Saída continua”, Juncker exorta o Reino Unido “a clarificar as suas intenções tão brevemente quanto possível”, lembrando, também no Twitter, que “o tempo está quase a esgotar-se”, dado a consumação do Brexit estar agendada para 29 de março próximo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Juncker lamenta chumbo do acordo do Brexit. “Risco de uma saída desordenada aumentou”, alerta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião