Santander deixa cair novo CEO. Há desacordo no salário

Na altura do anúncio, o banco espanhol não estimou que o valor a pagar a Andrea Orcelo fosse tão alto. Números apontam para mais de 50 milhões de euros.

O Santander voltou atrás na escolha de Andrea Orcel como presidente executivo do banco, e tudo devido à falta de acordo sobre o salário a pagar ao gestor. Isto porque, caso fosse nomeado CEO, teria de receber uma quantia superior a 50 milhões de euros como forma de compensação, bastante superior ao estimado inicialmente pela instituição espanhola. Posto isto, José Álvarez continuará a ocupar a cadeira de CEO do Santander.

O banco espanhol decidiu “cancelar a nomeação de Andrea Orcel como CEO do Grupo”, lê-se no comunicado enviado pela instituição à CNMV, citado pelo Expansión (conteúdo em espanhol). A justificar esta decisão está o custo “inaceitável” que a contratação do gestor do Grupo UBS iria acarretar para o banco. De acordo com os valores adiantados pelos jornais espanhóis, Orcel teria de receber uma compensação de mais de 50 milhões de euros pelos anos em que colaborou com o grupo suíço, avança o Cinco Días.

“O custo para o Santander em compensá-lo pela colaboração feita durante sete anos, e outros benefícios que correspondiam à sua posição anterior, seria um montante significativamente maior do que o inicialmente previsto pelo Grupo no anúncio da sua nomeação“, refere o comunicado.

Neste sentido, o banco espanhol justifica que “seria inaceitável para um banco comercial como o Santander suportar o custo de contratar uma pessoa, ainda que com este nível e com este percurso profissional”. Ana Botín, presidente do Santander, acrescentou que embora tenha sido uma “decisão difícil, foi a mais correta”.

Com esta anulação de decisão, José Álvarez continuará como CEO do banco, acumulando com as funções de vice-presidente da administração. Ana Botín ressalvou a “sorte de ter José António Álvarez, que aceitou continuar como CEO” e antecipou que, nos próximos meses, o Grupo fará uma atualização da sua estratégia.

Comentários ({{ total }})

Santander deixa cair novo CEO. Há desacordo no salário

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião