DBRS mantém rating do Totta em “A”. Santander ajuda

A agência de notação financeira canadiana reafirmou a avaliação, referindo que pertencer ao grupo espanhol dá maior resiliência a possíveis riscos.

A DBRS manteve esta segunda-feira o rating do Santander Totta, em grau de investimento (no nível “A)”. Os ratings de curto prazo do banco foram reafirmados em “R-1” (low) e a perspetiva para ambos os ratings continua em “estável”. Pertencer à casa-mãe é a grande mais-valia do Santander Totta, segundo a agência canadiana.

O relatório é publicado depois de a agência ter feito, em abril, um upgrade dos ratings de longo prazo, que passaram então de “A” (low) para “A”. Na altura, destacou que pertencer ao Santander apoia o Totta de forma atempada, já que qualquer perceção de falta de suporte iria ter consequências reputacionais substanciais.

Desta vez, mantém a posição sobre o banco pertencer ao grupo espanhol. A DBRS destacou “o papel importante que o Santander Totta desempenha enquanto subsidiária do Santander”. Referiu ainda que “com a aquisição do Banco Popular Portugal, o Santander solidificou a sua posição como banco número dois em Portugal”.

Pressões positivas na casa-mãe Santander terão provavelmente implicações na subida do rating da subsidiária em Portugal, enquanto um downgrade ao grupo terá também efeitos negativos, acrescenta a DBRS. Da mesma forma, qualquer redução no apoio prestado, poderia também influenciar a avaliação da agência.

Comentários ({{ total }})

DBRS mantém rating do Totta em “A”. Santander ajuda

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião