Armando Vara perde condecoração que recebeu de Jorge Sampaio

  • ECO
  • 16 Janeiro 2019

No dia em que termina o prazo para que Armando Vara se entregar no Estabelecimento Prisional de Évora, a Presidência da República confirma a irradiação da condecoração que lhe tinha sido atribuída.

A condenação a cinco anos de prisão efetiva por três crimes de tráfico de influência vai custar a Armando Vara a Ordem de Infante que recebeu, em 2005, das mãos do então Presidente da República Jorge Sampaio, pela sua participação na organização do Campeonato da Europa de 2004, avança o Público (acesso condicionado), esta quarta-feira.

“A Chancelaria das Ordens, logo que esteja na posse de certidão do Tribunal competente que confirme a sentença judicial aplicada a Armando Vara e a data do respetivo trânsito em julgado, verificará da aplicação dos pressupostos na lei para a irradiação automática nas Ordens Honoríficas e, sendo caso disso, submeterá o processo ao competente Conselho das Ordens“, explicou ao jornal fonte da Presidência da República. Em causa está o cumprimento da alínea g) do artigo 45º da leia das Ordes Honorificas Portuguesas.

Armando Vara foi condenado a cinco anos de prisão efetiva por três crimes de tráfico de influência, no âmbito do processo Face Oculta. O antigo gestor já esgotou todos os recursos pelo que a perda da condecoração em causa deverá processar-se de forma automática, isto é, logo que a Chancelaria das Ordens receba a confirmação oficial da pena.

É ainda importante referir que Vara deverá apresentar-se até quarta-feira no Estabelecimento Prisional de Évora, entregando-se voluntariamente aos serviços prisionais.

Comentários ({{ total }})

Armando Vara perde condecoração que recebeu de Jorge Sampaio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião